Agronegócio

22 abr 21 | 15h48 Por Jocimar Soares

Investimentos na infraestrutura para manter atividades do agronegócio são debatidas na Alesc

Assunto foi levantado pelo parlamentar concordiense, Moacir Sopelsa, do MDB

Investimentos na infraestrutura para manter atividades do agronegócio são debatidas na Alesc
Imprimir

O deputado Moacir Sopelsa (MDB), utilizou o espaço do partido na sessão desta quinta-feira (22), da Assembleia Legislativa para falar sobre a necessidade de viabilizar a infraestrutura para manter a qualidade dos setores da agricultura e do agronegócio. 


“O Estado é muito diversificado em todas as áreas da produção agrícola. Precisamos manter as plantas das agroindústrias e as atividades de suínos, aves, leite, a fruticultura, a apicultura, a nossa agricultura, entre outras. Mas, Santa Catarina e Rio Grande do Sul não receberam, nos últimos 30 anos, investimento nenhum em ferrovias e hidrovias”, lamentou. 


O deputado afirmou ver com temor a questão do transporte de milho para abastecer o Oeste, polo agroindustrial do estado. “Estão tentando trazer milho dos Estados Unidos com custo de R$ 104 a saca. Não vamos manter a produtividade de suínos, aves e leite. Nosso produto não será competitivo para o mercado exterior. Esses produtos não poderão ser consumidos nas classes mais humildes. Defendo que governo tenha prioridade, não só por ser um setor que defendo, mas porque ajuda a manter o desenvolvimento de todo o estado e do país”, argumentou.


Sopelsa voltou a defender mas agilidade e transparência nas ações “Precisamos estabelecer como prioridade os investimentos na infraestrutura para manter a competitividade do nosso agronegócio que representa um terço da economia de Santa Catarina”.


(Fonte: Douglas Fortes/Especial)

22 abr 21 | 15h48 Por Jocimar Soares

Investimentos na infraestrutura para manter atividades do agronegócio são debatidas na Alesc

Assunto foi levantado pelo parlamentar concordiense, Moacir Sopelsa, do MDB

Investimentos na infraestrutura para manter atividades do agronegócio são debatidas na Alesc

O deputado Moacir Sopelsa (MDB), utilizou o espaço do partido na sessão desta quinta-feira (22), da Assembleia Legislativa para falar sobre a necessidade de viabilizar a infraestrutura para manter a qualidade dos setores da agricultura e do agronegócio. 


“O Estado é muito diversificado em todas as áreas da produção agrícola. Precisamos manter as plantas das agroindústrias e as atividades de suínos, aves, leite, a fruticultura, a apicultura, a nossa agricultura, entre outras. Mas, Santa Catarina e Rio Grande do Sul não receberam, nos últimos 30 anos, investimento nenhum em ferrovias e hidrovias”, lamentou. 


O deputado afirmou ver com temor a questão do transporte de milho para abastecer o Oeste, polo agroindustrial do estado. “Estão tentando trazer milho dos Estados Unidos com custo de R$ 104 a saca. Não vamos manter a produtividade de suínos, aves e leite. Nosso produto não será competitivo para o mercado exterior. Esses produtos não poderão ser consumidos nas classes mais humildes. Defendo que governo tenha prioridade, não só por ser um setor que defendo, mas porque ajuda a manter o desenvolvimento de todo o estado e do país”, argumentou.


Sopelsa voltou a defender mas agilidade e transparência nas ações “Precisamos estabelecer como prioridade os investimentos na infraestrutura para manter a competitividade do nosso agronegócio que representa um terço da economia de Santa Catarina”.


(Fonte: Douglas Fortes/Especial)