Momento Agro

17 set 18 | 9h28 Por Rádio Aliança

Epagri aponta nutrição à base de pasto como alternativa para reduzir custos

Seminário realizado em Concórdia discutiu essa temática com a participação de 140 produtores de leite

Epagri aponta nutrição à base de pasto como alternativa para reduzir custos
Imprimir

A produção de leite está presente na maioria das propriedades rurais da região. Os próprios dados do censo Agropecuário de 2018 mostram que Concórdia lidera a bovinocultura de leite em Santa Catarina com mais de 73,5 milhões de litros produzidos em 12 meses. Um desafio constante para quem trabalha com essa atividade é reduzir o custo de produção. Na semana passada 140 produtores rurais de Concórdia participaram de um seminário que debateu a produção de leite à base de pasto.

 

O engenheiro agrônomo da Epagri, Marcio Angelo Titon, diz que essa é uma alternativa interessante para diminuir as despesas. “Esse sistema é o que apresenta a maior sustentabilidade, tanto no sentido ambiental, quanto no econômico. É o que mais dá rentabilidade por litro de leite produzido”, destaca.

 

O lado negativo é que a nutrição apenas com pastagem diminui o volume de leite produzido por vaca. Segundo Titon, neste sistema a grande preocupação não é a produção de leite por animal, mas por hectare. “Ao invés de ter uma vaca que produz 40 litros, temos três que no mesmo espaço produzem 15 ou 18 litros”, exemplifica. A estimativa da Epagri é que o leite produzido com pastagem custe ao produtor em média R$ 0,70, enquanto a nutrição à base de ração e outros alimentos conservados gerem uma despeça aproximada de R$ 1,00 ao litro.

 

17 set 18 | 9h28 Por Rádio Aliança

Epagri aponta nutrição à base de pasto como alternativa para reduzir custos

Seminário realizado em Concórdia discutiu essa temática com a participação de 140 produtores de leite

Epagri aponta nutrição à base de pasto como alternativa para reduzir custos

A produção de leite está presente na maioria das propriedades rurais da região. Os próprios dados do censo Agropecuário de 2018 mostram que Concórdia lidera a bovinocultura de leite em Santa Catarina com mais de 73,5 milhões de litros produzidos em 12 meses. Um desafio constante para quem trabalha com essa atividade é reduzir o custo de produção. Na semana passada 140 produtores rurais de Concórdia participaram de um seminário que debateu a produção de leite à base de pasto.

 

O engenheiro agrônomo da Epagri, Marcio Angelo Titon, diz que essa é uma alternativa interessante para diminuir as despesas. “Esse sistema é o que apresenta a maior sustentabilidade, tanto no sentido ambiental, quanto no econômico. É o que mais dá rentabilidade por litro de leite produzido”, destaca.

 

O lado negativo é que a nutrição apenas com pastagem diminui o volume de leite produzido por vaca. Segundo Titon, neste sistema a grande preocupação não é a produção de leite por animal, mas por hectare. “Ao invés de ter uma vaca que produz 40 litros, temos três que no mesmo espaço produzem 15 ou 18 litros”, exemplifica. A estimativa da Epagri é que o leite produzido com pastagem custe ao produtor em média R$ 0,70, enquanto a nutrição à base de ração e outros alimentos conservados gerem uma despeça aproximada de R$ 1,00 ao litro.