Geral

08 jan | 9h40 Por Rádio Aliança

Você sabe quem é o vilão da conta de luz no calor?

Uso de climatizadores representa 25% do consumo das residências e o chuveiro elétrico chega a 35%

Você sabe quem é o vilão da conta de luz no calor?
Imprimir

Calor e consumo de energia elétrica estão diretamente relacionados. Tanto que a própria Celesc já se prepara para os picos de consumo no período de dezembro a fevereiro. Isso ocorre pela ligação de vários equipamentos ao mesmo tempo e também pela movimentação turística de algumas cidades. Mesmo que agora quem está em alta são os climatizadores, o engenheiro eletricista da Celesc, Gilvan Menosso, explica que o vilão continua sendo o chuveiro. “Ele sozinho representa 35% do valor da conta de energia, mesmo que fique ligado poucas horas por dia. Os climatizadores correspondem a 25%”, destaca.

 

O engenheiro comenta que os consumidores podem adotar alguns cuidados para não pesar no bolso no fim do mês, quando a conta chegar. Evitar banhos muito demorados, fechar o registro enquanto ensaboa o corpo e deixar a temperatura mais baixa são algumas dicas que fazem a diferença e geram economia.

 

Se deixar o climatizador desligado está difícil, a dica é prestar atenção em hábitos comuns. Evite que as portas e janelas fiquem abertas ao ligar os aparelhos e mantenha o equilíbrio da temperatura. “Quando maior for a diferença entre a temperatura externa e do ambiente interno, maior será o consumo de energia elétrica”, explica Menosso. Ele recomenda que os climatizadores ou aparelhos de ar-condicionado fiquem na variação de 22ºC a 24ºC.

 

08 jan | 9h40 Por Rádio Aliança

Você sabe quem é o vilão da conta de luz no calor?

Uso de climatizadores representa 25% do consumo das residências e o chuveiro elétrico chega a 35%

Você sabe quem é o vilão da conta de luz no calor?

Calor e consumo de energia elétrica estão diretamente relacionados. Tanto que a própria Celesc já se prepara para os picos de consumo no período de dezembro a fevereiro. Isso ocorre pela ligação de vários equipamentos ao mesmo tempo e também pela movimentação turística de algumas cidades. Mesmo que agora quem está em alta são os climatizadores, o engenheiro eletricista da Celesc, Gilvan Menosso, explica que o vilão continua sendo o chuveiro. “Ele sozinho representa 35% do valor da conta de energia, mesmo que fique ligado poucas horas por dia. Os climatizadores correspondem a 25%”, destaca.

 

O engenheiro comenta que os consumidores podem adotar alguns cuidados para não pesar no bolso no fim do mês, quando a conta chegar. Evitar banhos muito demorados, fechar o registro enquanto ensaboa o corpo e deixar a temperatura mais baixa são algumas dicas que fazem a diferença e geram economia.

 

Se deixar o climatizador desligado está difícil, a dica é prestar atenção em hábitos comuns. Evite que as portas e janelas fiquem abertas ao ligar os aparelhos e mantenha o equilíbrio da temperatura. “Quando maior for a diferença entre a temperatura externa e do ambiente interno, maior será o consumo de energia elétrica”, explica Menosso. Ele recomenda que os climatizadores ou aparelhos de ar-condicionado fiquem na variação de 22ºC a 24ºC.