Geral

21 jul 21 | 10h54 Por Jocimar Soares

Trabalhadores da panificação da região de Concórdia vão ganhar 9,22% de reajuste

Índice corresponde à inflação do período e acerto aconteceu na manhã desta quarta-feira, dia 21

Trabalhadores da panificação da região de Concórdia vão ganhar 9,22% de reajuste
Imprimir

Os trabalhadores das empresas panificadoras da região vão ter reajuste salarial de 9,22%, o correspondente à inflação do período medida pelo INPC. A negociação salarial foi fechada na manhã desta quarta-feira, dia 21, entre a sindicato patronal dessas empresas e o Sindicato dos Trabalhadores da Indústria da Alimentação, Sintrial.


Com isso, o piso inicial da categoria subiu para R$ 1.410,00, sendo que após 90 dias (efetivação), será de R$ 1.490,00. Para padeiros e confeiteiros, o piso passa a ser de R$ 1.560,00.


Ainda conforme a negociação, os trabalhadores vão receber três vales de R$ 105,00. Já os sindicalizados vão ser contemplados com seis vales de R$ 110,00.


O quinquênio será de 3% ao teto de R$ 1.750,00./ Também houve renovação das cláusulas anteriores.


A negociação salarial vai atingir aproximadamente 700 trabalhadores das indústrias de panificação dos municípios de Concórdia, Itá, Arabutã, Alto Bela Vista, Ipumirim e Lindóia do Sul.


21 jul 21 | 10h54 Por Jocimar Soares

Trabalhadores da panificação da região de Concórdia vão ganhar 9,22% de reajuste

Índice corresponde à inflação do período e acerto aconteceu na manhã desta quarta-feira, dia 21

Trabalhadores da panificação da região de Concórdia vão ganhar 9,22% de reajuste

Os trabalhadores das empresas panificadoras da região vão ter reajuste salarial de 9,22%, o correspondente à inflação do período medida pelo INPC. A negociação salarial foi fechada na manhã desta quarta-feira, dia 21, entre a sindicato patronal dessas empresas e o Sindicato dos Trabalhadores da Indústria da Alimentação, Sintrial.


Com isso, o piso inicial da categoria subiu para R$ 1.410,00, sendo que após 90 dias (efetivação), será de R$ 1.490,00. Para padeiros e confeiteiros, o piso passa a ser de R$ 1.560,00.


Ainda conforme a negociação, os trabalhadores vão receber três vales de R$ 105,00. Já os sindicalizados vão ser contemplados com seis vales de R$ 110,00.


O quinquênio será de 3% ao teto de R$ 1.750,00./ Também houve renovação das cláusulas anteriores.


A negociação salarial vai atingir aproximadamente 700 trabalhadores das indústrias de panificação dos municípios de Concórdia, Itá, Arabutã, Alto Bela Vista, Ipumirim e Lindóia do Sul.