Geral

18 jul 22 | 18h06 Por Jocimar Soares

Sopelsa intermedia demanda da OAB por nova vara cível em Concórdia

Assiunto foi tratado nesta segunda-feira, dia 18, em Florianópolis.

Sopelsa intermedia demanda da OAB por nova vara cível em Concórdia
Imprimir

A Comarca de Concórdia poderá alcançar, em médio prazo, maior status, com alcance regional em sua área de abrangência para conflitos na área cível. Essa perspectiva foi passada durante audiência intermediada pelo presidente da Assembleia Legislativa, deputado Moacir Sopelsa, do MDB de Concórdia, com participações do presidente da Subseção da OAB, advogado Márcio Dal Piva e da presidente da OAB/SC, advogada Cláudia Prudêncio com o presidente do Tribunal de Justiça, desembargador João Henrique Blasi e equipe administrativa do judiciário catarinense.


O pleito apresentado é de criação de mais uma Vara Cível na Comarca, para desafogar as demandas processuais. A colocação imediata é que há uma relação de demandas estaduais e os critérios técnicos organizam as prioridades nos atendimentos e investimentos. Dal Piva e a presidente estadual da OAB também questionaram a necessidade de reforço pessoal na Comarca. Nesse sentido, Blasi adiantou que esta semana dois novos servidores estão assumindo no Fórum do município.


Estão previstas 300 nomeações em âmbito estadual este ano, e a abertura de mais 800 vagas em 2023. Recentemente a Assembleia aprovou projeto que transforma cargos extintos em outros de analistas de nível superior, para agilizar a tramitação de projetos, hoje em tramitação exclusivamente digital em Santa Catarina.


A agilização das varas cíveis também ganha força com a criação da vara especial de direito bancário, na Capital, que desafoga todas as pendências nessa área em âmbito estadual. E as varas especiais regionais, como Concórdia poderá ter num futuro breve, também visam a melhor dinâmica do judiciário de modo mais amplo, pois passam a atender, por exemplo, não apenas demandas da esfera do foro de Concórdia como de outros municípios próximos, com ganhos reais para a comunidade e a advocacia em geral. 


"A audiência foi extremamente positiva pela abertura do Judiciário, sensível aos pleitos dos advogados da região, em favor da comunidade", avaliou o deputado Moacir Sopelsa. "Essa possibilidade de a Comarca ascender de nível e ganhar uma vara regional, com amplitude também para outros municípios, foi muito bem avaliada.E o incremento de servidores também demonstra a preocupação em bem servir a população".


(Fonte: Douglas Fortes/Especial)

18 jul 22 | 18h06 Por Jocimar Soares

Sopelsa intermedia demanda da OAB por nova vara cível em Concórdia

Assiunto foi tratado nesta segunda-feira, dia 18, em Florianópolis.

Sopelsa intermedia demanda da OAB por nova vara cível em Concórdia

A Comarca de Concórdia poderá alcançar, em médio prazo, maior status, com alcance regional em sua área de abrangência para conflitos na área cível. Essa perspectiva foi passada durante audiência intermediada pelo presidente da Assembleia Legislativa, deputado Moacir Sopelsa, do MDB de Concórdia, com participações do presidente da Subseção da OAB, advogado Márcio Dal Piva e da presidente da OAB/SC, advogada Cláudia Prudêncio com o presidente do Tribunal de Justiça, desembargador João Henrique Blasi e equipe administrativa do judiciário catarinense.


O pleito apresentado é de criação de mais uma Vara Cível na Comarca, para desafogar as demandas processuais. A colocação imediata é que há uma relação de demandas estaduais e os critérios técnicos organizam as prioridades nos atendimentos e investimentos. Dal Piva e a presidente estadual da OAB também questionaram a necessidade de reforço pessoal na Comarca. Nesse sentido, Blasi adiantou que esta semana dois novos servidores estão assumindo no Fórum do município.


Estão previstas 300 nomeações em âmbito estadual este ano, e a abertura de mais 800 vagas em 2023. Recentemente a Assembleia aprovou projeto que transforma cargos extintos em outros de analistas de nível superior, para agilizar a tramitação de projetos, hoje em tramitação exclusivamente digital em Santa Catarina.


A agilização das varas cíveis também ganha força com a criação da vara especial de direito bancário, na Capital, que desafoga todas as pendências nessa área em âmbito estadual. E as varas especiais regionais, como Concórdia poderá ter num futuro breve, também visam a melhor dinâmica do judiciário de modo mais amplo, pois passam a atender, por exemplo, não apenas demandas da esfera do foro de Concórdia como de outros municípios próximos, com ganhos reais para a comunidade e a advocacia em geral. 


"A audiência foi extremamente positiva pela abertura do Judiciário, sensível aos pleitos dos advogados da região, em favor da comunidade", avaliou o deputado Moacir Sopelsa. "Essa possibilidade de a Comarca ascender de nível e ganhar uma vara regional, com amplitude também para outros municípios, foi muito bem avaliada.E o incremento de servidores também demonstra a preocupação em bem servir a população".


(Fonte: Douglas Fortes/Especial)