Geral

15 out 20 | 14h13 Por Jocimar Soares

Região vai completar dois meses na situação "Grave" para transmissão de coronavírus

Região regrediu de "Gravíssima" para "Grave"

Região vai completar dois meses na situação "Grave" para transmissão de coronavírus
Imprimir

A região do Alto Uruguai de Santa Catarina vai completar na próxima semana dois meses na condição de status grave para transmissão do coronavírus, ou seja, a bandeira laranja. A informação é da Secretaria de Estado da Saúde, através de sua matriz de risco, divulgada nesta quinta-feira, dia 15. Desde que regrediu da situação de gravíssima, representada pela cor vermelha, para o grave, no dia 19 de agosto, a microrregião continua com as mesmas restrições impostas pelo Decreto Estadual.


Além da microrregião do Alto Uruguai Catarinense, permanecem na condição de grave as regiões do Extremo-Oeste, Meio-Oeste, Alto Vale do Rio do Peixe, Serra Catarinense, Planalto Norte, Noroeste, Foz do Rio Itajaí, Grande Florianópolis, Laguna, Carbonífera e Extremo-Sul Catarinense.


Estão no status grave, as regiões Oeste, Xanxerê, Alto Vale do Itajaí e Médio Vale do Itajaí.


15 out 20 | 14h13 Por Jocimar Soares

Região vai completar dois meses na situação "Grave" para transmissão de coronavírus

Região regrediu de "Gravíssima" para "Grave"

Região vai completar dois meses na situação "Grave" para transmissão de coronavírus

A região do Alto Uruguai de Santa Catarina vai completar na próxima semana dois meses na condição de status grave para transmissão do coronavírus, ou seja, a bandeira laranja. A informação é da Secretaria de Estado da Saúde, através de sua matriz de risco, divulgada nesta quinta-feira, dia 15. Desde que regrediu da situação de gravíssima, representada pela cor vermelha, para o grave, no dia 19 de agosto, a microrregião continua com as mesmas restrições impostas pelo Decreto Estadual.


Além da microrregião do Alto Uruguai Catarinense, permanecem na condição de grave as regiões do Extremo-Oeste, Meio-Oeste, Alto Vale do Rio do Peixe, Serra Catarinense, Planalto Norte, Noroeste, Foz do Rio Itajaí, Grande Florianópolis, Laguna, Carbonífera e Extremo-Sul Catarinense.


Estão no status grave, as regiões Oeste, Xanxerê, Alto Vale do Itajaí e Médio Vale do Itajaí.