Geral

08 jul 22 | 8h50 Por Jocimar Soares

Projeto de Sopelsa concede Título de Utilidade Pública à Rede de Combate ao Câncer de Jaborá

Assunto foi tratado nesta semana na Assembleia Legislativa

Projeto de Sopelsa concede Título de Utilidade Pública à Rede de Combate ao Câncer de Jaborá
Imprimir

O presidente da Assembleia Legislativa de Santa Catarina, deputado Moacir Sopelsa, do MDB de Concórdia, é o autor do Projeto de Lei que concede à Rede de Combate ao Câncer de Jaborá o Título de Utilidade Pública, que foi aprovado na sessão de quarta-feira, dia 6 na Alesc. “. Atendendo pedido das lideranças de Jaborá, apresentamos este projeto, que vai beneficiar o trabalho das voluntárias. Em nosso mandato temos uma atenção especial com as voluntárias das Redes de Combate ao Câncer em todo o Estado, através da liberação de emendas parlamentes e de ações de apoio”.


A Rede Feminina de Combate ao Câncer iniciou suas atividades em Jaborá, no dia 22 de janeiro de 2020, com o objetivo de atender, por meio de um grupo de voluntárias, mulheres vítimas da doença e internadas. sempre prestando relevante trabalho e mostrando a importância da prevenção do câncer, principalmente do colo de útero e de mama. 


O câncer de mama é a doença mais prevalente no sexo feminino em termos de câncer e é o segundo tipo que mais acomete as brasileiras, representando em torno de 25% de todos os cânceres que afetam o sexo feminino. Em 2019, a taxa de mortalidade por câncer de mama, ajustada pela população mundial, foi de mais de 14 óbitos por 100 mil mulheres. Para 2021, o Inca estima 66.280 novos casos de câncer de mama, o que representa uma taxa de incidência de 43,74 casos por 100.000 mulheres. A incidência do câncer de mama tende a crescer progressivamente a partir dos 40 anos, assim como a mortalidade por essa neoplasia.


(Fonte: Douglas Fortes/Especial)

08 jul 22 | 8h50 Por Jocimar Soares

Projeto de Sopelsa concede Título de Utilidade Pública à Rede de Combate ao Câncer de Jaborá

Assunto foi tratado nesta semana na Assembleia Legislativa

Projeto de Sopelsa concede Título de Utilidade Pública à Rede de Combate ao Câncer de Jaborá

O presidente da Assembleia Legislativa de Santa Catarina, deputado Moacir Sopelsa, do MDB de Concórdia, é o autor do Projeto de Lei que concede à Rede de Combate ao Câncer de Jaborá o Título de Utilidade Pública, que foi aprovado na sessão de quarta-feira, dia 6 na Alesc. “. Atendendo pedido das lideranças de Jaborá, apresentamos este projeto, que vai beneficiar o trabalho das voluntárias. Em nosso mandato temos uma atenção especial com as voluntárias das Redes de Combate ao Câncer em todo o Estado, através da liberação de emendas parlamentes e de ações de apoio”.


A Rede Feminina de Combate ao Câncer iniciou suas atividades em Jaborá, no dia 22 de janeiro de 2020, com o objetivo de atender, por meio de um grupo de voluntárias, mulheres vítimas da doença e internadas. sempre prestando relevante trabalho e mostrando a importância da prevenção do câncer, principalmente do colo de útero e de mama. 


O câncer de mama é a doença mais prevalente no sexo feminino em termos de câncer e é o segundo tipo que mais acomete as brasileiras, representando em torno de 25% de todos os cânceres que afetam o sexo feminino. Em 2019, a taxa de mortalidade por câncer de mama, ajustada pela população mundial, foi de mais de 14 óbitos por 100 mil mulheres. Para 2021, o Inca estima 66.280 novos casos de câncer de mama, o que representa uma taxa de incidência de 43,74 casos por 100.000 mulheres. A incidência do câncer de mama tende a crescer progressivamente a partir dos 40 anos, assim como a mortalidade por essa neoplasia.


(Fonte: Douglas Fortes/Especial)