Geral

09 nov 19 | 10h49 Por Jocimar Soares

Pode estar em Concórdia: Moradora de Xanxerê busca por irmã mais nova que não vê há 48 anos

Rose Meri foi separada dos irmãos quando tinha dois anos de idade

Pode estar em Concórdia: Moradora de Xanxerê busca por irmã mais nova que não vê há 48 anos
Imprimir

A saudade e a falta de informação sobre a família fizeram com que Maria Helena Rodrigues, de 57 anos, buscasse por notícias da irmã que não vê há 48 anos. Maria é moradora de Xanxerê e procurou o Oeste Mais para poder encontrar a irmã Rose Meri Rodrigues, de quem sabe muito pouco.


“Eu tinha apenas nove anos quando minha mãe faleceu, e ela [a irmã] foi leva pela minha madrinha, eu fui junto com ela. Mais tarde eu fui morar com outra família, e algum tempo depois a madrinha deu minha irmã pra outra família que morava na época no aeroporto de Concórdia. A madrinha morava em Serrinha, em Ipumirim”, relata a familiar.


Maria Helena conta que a irmã Rose Meri tinha dois anos na época em que se separou da família. “Hoje ela deve estar com 50 anos, ela era bem moreninha, cabelos bem encaracolados”, relembra.


Um dos quatro irmãos de Maria foi à procura de Rose Meri em Concórdia, mas não conseguiu localizar a família e nem a irmã mais nova. Segundo ele, a única informação que conseguiu foi de que o homem que acabou adotando Rose, conhecido como seu Chico, teria se mudado para Curitiba.


Maria explica que o nome Rose Meri foi escolhido no dia do batizado e não era registrado no cartório. Uma das preocupações de Maria é que a família que adotou a irmã tenha trocado o nome dela. Isso dificultaria ainda mais a procura. “Essa é uma missão quase impossível, mas eu creio que pra Deus nada e impossível”, diz.


Maria pede para que as informações a respeito da irmã mais nova sejam repassadas através do número (49) 9 9801-1898.


(Fonte: Oeste Mais)

09 nov 19 | 10h49 Por Jocimar Soares

Pode estar em Concórdia: Moradora de Xanxerê busca por irmã mais nova que não vê há 48 anos

Rose Meri foi separada dos irmãos quando tinha dois anos de idade

Pode estar em Concórdia: Moradora de Xanxerê busca por irmã mais nova que não vê há 48 anos

A saudade e a falta de informação sobre a família fizeram com que Maria Helena Rodrigues, de 57 anos, buscasse por notícias da irmã que não vê há 48 anos. Maria é moradora de Xanxerê e procurou o Oeste Mais para poder encontrar a irmã Rose Meri Rodrigues, de quem sabe muito pouco.


“Eu tinha apenas nove anos quando minha mãe faleceu, e ela [a irmã] foi leva pela minha madrinha, eu fui junto com ela. Mais tarde eu fui morar com outra família, e algum tempo depois a madrinha deu minha irmã pra outra família que morava na época no aeroporto de Concórdia. A madrinha morava em Serrinha, em Ipumirim”, relata a familiar.


Maria Helena conta que a irmã Rose Meri tinha dois anos na época em que se separou da família. “Hoje ela deve estar com 50 anos, ela era bem moreninha, cabelos bem encaracolados”, relembra.


Um dos quatro irmãos de Maria foi à procura de Rose Meri em Concórdia, mas não conseguiu localizar a família e nem a irmã mais nova. Segundo ele, a única informação que conseguiu foi de que o homem que acabou adotando Rose, conhecido como seu Chico, teria se mudado para Curitiba.


Maria explica que o nome Rose Meri foi escolhido no dia do batizado e não era registrado no cartório. Uma das preocupações de Maria é que a família que adotou a irmã tenha trocado o nome dela. Isso dificultaria ainda mais a procura. “Essa é uma missão quase impossível, mas eu creio que pra Deus nada e impossível”, diz.


Maria pede para que as informações a respeito da irmã mais nova sejam repassadas através do número (49) 9 9801-1898.


(Fonte: Oeste Mais)