Geral

14 jan 22 | 10h37 Por Jocimar Soares

OUÇA: Concordiense que mora na Argentina relata transtornos provocados pela forte onda de calor

Nos últimos dias, a temperatura mínima durante a madrugada foi de 30°

OUÇA: Concordiense que mora na Argentina relata transtornos provocados pela forte onda de calor
Escute
Imprimir

Conforme explicou o meteorologista da Aliança FM, Leandro Puchalski, a região central da América do Sul está sofrendo com as temperaturas elevadas e fora dos padrões, especialmente o Uruguai e a Argentina, em que os termômetros alcançam facilmente marcas acima dos 40°. Em alguns dias desta semana, a temperatura mínima durante a madrugada chegou a 30° em regiões desses países. Essa massa de calor vai se deslocar e avançar para o Sul do Brasil. Porém, se prevê temperaturas muito acima da média e menores do que se verifica nesses países vizinhos.


A concordiense Andressa Paola Schmidt, mora em Chanar, na Grande Buenos Aires. Ela trabalha como gerente de atenção ao cliente em uma multinacional.


Em entrevista à Aliança FM, Andressa relata que as temperaturas altíssimas trouxeram transtornos, como a queda de energia elétrica. Ela faz um relato da situação na Argentina (OUÇA).


14 jan 22 | 10h37 Por Jocimar Soares

OUÇA: Concordiense que mora na Argentina relata transtornos provocados pela forte onda de calor

Nos últimos dias, a temperatura mínima durante a madrugada foi de 30°

OUÇA: Concordiense que mora na Argentina relata transtornos provocados pela forte onda de calor

Conforme explicou o meteorologista da Aliança FM, Leandro Puchalski, a região central da América do Sul está sofrendo com as temperaturas elevadas e fora dos padrões, especialmente o Uruguai e a Argentina, em que os termômetros alcançam facilmente marcas acima dos 40°. Em alguns dias desta semana, a temperatura mínima durante a madrugada chegou a 30° em regiões desses países. Essa massa de calor vai se deslocar e avançar para o Sul do Brasil. Porém, se prevê temperaturas muito acima da média e menores do que se verifica nesses países vizinhos.


A concordiense Andressa Paola Schmidt, mora em Chanar, na Grande Buenos Aires. Ela trabalha como gerente de atenção ao cliente em uma multinacional.


Em entrevista à Aliança FM, Andressa relata que as temperaturas altíssimas trouxeram transtornos, como a queda de energia elétrica. Ela faz um relato da situação na Argentina (OUÇA).