Geral

08 jun 21 | 16h56 Por Gilberto Rech

Força tarefa do MP realiza apreensão de mais de 1,3 toneladas de produtos impróprios para o consumo

Trabalho foi realizado na última semana em diversos estabelecimentos comerciais na Comarca de Concórdia

Força tarefa do MP realiza apreensão de mais de 1,3 toneladas de produtos impróprios para o consumo
Imprimir

Cerca de 1.387 quilos de alimentos impróprios para consumo humano foram apreendidos durante operação de força tarefa na região. Os trabalhos foram realizados entre o Ministério Público da Comarca de Concórdia, Vigilância Sanitária, Cidasc e técnicos do Ministério da Agricultura, Pecuária e Meio Ambiente. Foram três dias de operações em diversos municípios da região. Conforme informações, no primeiro dia foram apreendidos 580 quilos de alimentos de origem animal impróprios para o consumo em três estabelecimentos comerciais; no segundo dia, 690 kg em cinco locais; no terceiro, 117 kg em cinco lugares diferentes. O total recolhido foi mais de 1.387 kg de alimentos.


Conforme o promotor, Luiz Otávio Tonial, esse programa é "criado pelo Ministério Público de Santa Catarina prevê a realização de operações ao menos duas vezes ao ano”. Ele informa ainda que “ no entanto, diuturnamente os fiscais dos Órgãos acima mencionados realizam, dentro de suas áreas de atribuições, a fiscalização e orientação dos estabelecimentos”.


A iniciativa faz parte do Programa de Proteção Jurídico-Sanitária dos consumidores de produtos de origem animal. O objetivo é fiscalizar estabelecimentos que possuem para venda produtos de origem animal, a fim de garantir a segurança jurídico-sanitária do consumidor.

08 jun 21 | 16h56 Por Gilberto Rech

Força tarefa do MP realiza apreensão de mais de 1,3 toneladas de produtos impróprios para o consumo

Trabalho foi realizado na última semana em diversos estabelecimentos comerciais na Comarca de Concórdia

Força tarefa do MP realiza apreensão de mais de 1,3 toneladas de produtos impróprios para o consumo

Cerca de 1.387 quilos de alimentos impróprios para consumo humano foram apreendidos durante operação de força tarefa na região. Os trabalhos foram realizados entre o Ministério Público da Comarca de Concórdia, Vigilância Sanitária, Cidasc e técnicos do Ministério da Agricultura, Pecuária e Meio Ambiente. Foram três dias de operações em diversos municípios da região. Conforme informações, no primeiro dia foram apreendidos 580 quilos de alimentos de origem animal impróprios para o consumo em três estabelecimentos comerciais; no segundo dia, 690 kg em cinco locais; no terceiro, 117 kg em cinco lugares diferentes. O total recolhido foi mais de 1.387 kg de alimentos.


Conforme o promotor, Luiz Otávio Tonial, esse programa é "criado pelo Ministério Público de Santa Catarina prevê a realização de operações ao menos duas vezes ao ano”. Ele informa ainda que “ no entanto, diuturnamente os fiscais dos Órgãos acima mencionados realizam, dentro de suas áreas de atribuições, a fiscalização e orientação dos estabelecimentos”.


A iniciativa faz parte do Programa de Proteção Jurídico-Sanitária dos consumidores de produtos de origem animal. O objetivo é fiscalizar estabelecimentos que possuem para venda produtos de origem animal, a fim de garantir a segurança jurídico-sanitária do consumidor.