Geral

09 jul 24 | 14h05 Por Alisson Martins

Corpo de alpinista que desapareceu há 22 anos é encontrado mumificado no Peru

O alpinista estava na montanha Huascarán, que tem 6.757 metros e pode atingir até −19 °C durante a noite, localizada na região de Áncash,

Corpo de alpinista que desapareceu há 22 anos é encontrado mumificado no Peru
Imprimir

O corpo de William Stampfl, que estava desaparecido desde 2002, foi encontrado mumificado no Peru, informaram autoridades do país na segunda-feira (8).

SIGA A ALIANÇA FM NAS REDES SOCIAIS:

O alpinista estava na montanha Huascarán, que tem 6.757 metros e pode atingir até −19 °C durante a noite, localizada na região de Áncash, a cerca de 400 km de Lima.

William desapareceu quando tinha 59 anos, após uma nevasca atingir a montanha enquanto ele escalava. Seu corpo estava bem conservado, relatou as autoridades, mas ele só foi identificado porque estava com o passaporte dos Estados Unidos entre suas roupas.

Em nota, os socorristas afirmaram que o corpo de William estava a uma altitude de 5.200 metros, próximo ao acampamento “base 1” do Huascarán.

A região é repleta de fendas e considerada perigosa. Autoridades acreditam que William só pôde ser encontrado devido ao derretimento de geleiras, consequência de mudanças climáticas.

ND MAIS

09 jul 24 | 14h05 Por Alisson Martins

Corpo de alpinista que desapareceu há 22 anos é encontrado mumificado no Peru

O alpinista estava na montanha Huascarán, que tem 6.757 metros e pode atingir até −19 °C durante a noite, localizada na região de Áncash,

Corpo de alpinista que desapareceu há 22 anos é encontrado mumificado no Peru

O corpo de William Stampfl, que estava desaparecido desde 2002, foi encontrado mumificado no Peru, informaram autoridades do país na segunda-feira (8).

SIGA A ALIANÇA FM NAS REDES SOCIAIS:

O alpinista estava na montanha Huascarán, que tem 6.757 metros e pode atingir até −19 °C durante a noite, localizada na região de Áncash, a cerca de 400 km de Lima.

William desapareceu quando tinha 59 anos, após uma nevasca atingir a montanha enquanto ele escalava. Seu corpo estava bem conservado, relatou as autoridades, mas ele só foi identificado porque estava com o passaporte dos Estados Unidos entre suas roupas.

Em nota, os socorristas afirmaram que o corpo de William estava a uma altitude de 5.200 metros, próximo ao acampamento “base 1” do Huascarán.

A região é repleta de fendas e considerada perigosa. Autoridades acreditam que William só pôde ser encontrado devido ao derretimento de geleiras, consequência de mudanças climáticas.

ND MAIS