Geral

02 ago 19 | 17h30 Por Jocimar Soares

Acusados de assassinato em Seara pegam mais de 30 anos de prisão

Sessão do Tribunal do Júri foi realizada na tarde desta sexta-feira, dia dois.

Acusados de assassinato em Seara pegam mais de 30 anos de prisão
Imprimir

Os réus, acusados da morte de Valdir Fagundes, foram condenados a 34 anos de prisão, na soma das penas. A sentença foi proferida na tarde desta sexta-feira, dia dois, após a Sessão do Tribunal do Júri, no Fórum da Comarca de Seara pelo Juiz Douglas Cristian Fontana.


Alex dos Santos vai cumprir 14 anos de pena e Dilomar Tavares, 20 anos. Eles foram condenados por homicídio e furto. O crime aconteceu no dia dois de outubro de 2017, no bairro Monte Castelo em Seara.


No dia dos fatos, acusados e a vítima estavam juntos e, após ingerirem bebidas, houve uma discussão. Fagundes foi agredido e chegou a ser encaminhado ao Hospital pelos Bombeiros de Seara, mas faleceu.


A defesa da dupla foi feita pela advogada Michele Aparecida Steffens Feskiu, da Defensoria Dativa, e pelo advogado Jivago Ulguim. Na acusação atuou o promotor Guilherme Back Locks.


Sessão é presidida pelo Juiz Douglas Cristian Fontana.


(Fonte: Belos FM)

02 ago 19 | 17h30 Por Jocimar Soares

Acusados de assassinato em Seara pegam mais de 30 anos de prisão

Sessão do Tribunal do Júri foi realizada na tarde desta sexta-feira, dia dois.

Acusados de assassinato em Seara pegam mais de 30 anos de prisão

Os réus, acusados da morte de Valdir Fagundes, foram condenados a 34 anos de prisão, na soma das penas. A sentença foi proferida na tarde desta sexta-feira, dia dois, após a Sessão do Tribunal do Júri, no Fórum da Comarca de Seara pelo Juiz Douglas Cristian Fontana.


Alex dos Santos vai cumprir 14 anos de pena e Dilomar Tavares, 20 anos. Eles foram condenados por homicídio e furto. O crime aconteceu no dia dois de outubro de 2017, no bairro Monte Castelo em Seara.


No dia dos fatos, acusados e a vítima estavam juntos e, após ingerirem bebidas, houve uma discussão. Fagundes foi agredido e chegou a ser encaminhado ao Hospital pelos Bombeiros de Seara, mas faleceu.


A defesa da dupla foi feita pela advogada Michele Aparecida Steffens Feskiu, da Defensoria Dativa, e pelo advogado Jivago Ulguim. Na acusação atuou o promotor Guilherme Back Locks.


Sessão é presidida pelo Juiz Douglas Cristian Fontana.


(Fonte: Belos FM)