Esportes

08 out 19 | 10h47 Por Jocimar Soares

Nomes conhecidos no esporte, Alexandre Schneider e Sérgio Schiochet devem receber Título de Cidadão

Personalidades foram aprovadas durante sessão na segunda-feira, dia sete. Entrega será no dia 24 de outubro.

Nomes conhecidos no esporte, Alexandre Schneider e Sérgio Schiochet devem receber Título de Cidadão
Imprimir

Embora tenham ligação direta com o esporte e a comunidade, eles não nasceram em Concórdia. Mas terão as raízes oficializadas por meio do Título de Cidadão Concordiense. Alexandre Schneider e Sérgio Schiochet serão os homenageados do ano na Câmara de Vereadores. Os Projetos de Decreto Legislativo foram aprovados em sessão nesta segunda-feira (7) e a entrega do título será em 24 de outubro.


O Projeto de Decreto Legislativo 2/2019 autoriza a concessão do título para Alexandre Trevisan Schneider. A proposição é dos vereadores da bancada petista, André Rizelo, Evandro Pegoraro e Margarete Poletto Dalla Costa.

Já o Projeto de Decreto Legislativo 2/2019 autoriza conceder Título de Cidadão Concordiense ao senhor Sérgio Luiz Schiochet. O documento é assinado pelos vereadores do PSDB, Fabiano Caitano e Valcir Zanella.


A entrega de ambas as homenagens está prevista para ocorrer na última sessão do mês de outubro, no dia 24, a partir das 8h.

 

Biografia Alexandre Schneider


Alexandre Trevisan Schneider nasceu em Santa Maria/RS, no dia 08/12/1964. É filho do comerciante Adyr e da dona de casa Neiva, tem dois irmãos: Adinei e André. Alexandre é graduado em Licenciatura Plena em Educação Física pela Universidade Federal de Santa Maria/RS, pós-graduado em Educação Física de 1° e 2° graus pela Universidade do Contestado- UnC; Mestre em Ciências da Saúde Humana pela Universidade do Contestado- UnC. Casado com a Professora de Educação Física Ivana e pai de TaUnai (profissional de Educação Física; TauAni (engenheira de alimentos) e Tamili (acadêmica de Ciências Biológicas).


Alexandre iniciou a pratica a modalidade de handebol na década de 70. De 1981 a 1985 conquistou quatro vezes o campeonato brasileiro adulto (1981, 1982, 1983 e 1985), vice-campeão (1984); campeão brasileiro júnior (1982) e 1985 o campeonato sul-americano de clubes. Em 1982 e 1984 foi bi-campeão brasileiro de seleções, pela seleção gaúcha. Em 1982 e 1984 foi recebeu o título de melhor atleta de handebol do Brasil, pelo Comitê Olímpico Brasileiro (COB), e em 1982 participou da Seleção Brasileira de Handebol Júnior.


De 1982 a 1985 fez parte da Seleção Brasileira de Handebol Adulto participando de campeonatos sul-americanos, pan-americanos e mundiais. Neste período também conquistou cinco títulos gaúchos.


Em 1986 transferiu-se para Chapecó onde foi campeão dos Jogos Abertos de Santa Catarina (JASC), campeão estadual e vice-campeão brasileiro, recebendo novamente o título do COB, de melhor atleta do Brasil.

 

A convite do Prof Hercílio Paraguassu Antunes de Freitas, em 1987, mudou-se para Concórdia para atuar como professor de Educação Física na rede municipal e estadual no município, e para atuar como atleta da Associação Desportiva Concórdia (ADC). Como atleta da equipe adulta masculina de Concórdia, conquistou três títulos brasileiros e um título sul-americano na década de 80 e 90.

 

Biografia Sérgio Schiochet


Sérgio Luiz Schiochet é natural do município de Peritiba/SC, nascido em 27 de outubro de 1960.

Irmão de Camilo Schiochet (in memoriam), Marino Schiochet (in memoriam), Moacir Schiochet (in memoriam) e Celso Schiochet. Casou-se em 1983 com Lucimar Mortari, e é pai de Bruna Mortari Schiochet e Murilo Mortari Schiochet.

 

Saiu de cidade natal no ano de 1975, ainda com 15 anos de idade, quando decidiu vir a Concórdia trabalhar e estudar. Foi no ano de 1983, quando trabalhava no Departamento Comercial da empresa Sadia que iniciou sua trajetória como atleta de futsal.


Atuou como jogador profissional por 23 anos, até completar os seus 45 anos de idade, conquistando mais de 40 títulos. Em 2006, após aceitar um convite muito especial da equipe sub-20 da Cortiana/UCS, de Caxias do Sul passou de jogador profissional para técnico, conquistando neste mesmo ano o Campeonato Estadual e assumindo a equipe profissional no ano de 2007.


“Serginho bigode”, como é conhecido por todos, eleva o nome de Concórdia divulgando positivamente inclusive a nível nacional e mundial, escrevendo a sua história e deixando um legado de sua atividade profissional.



(Fonte: Daisy Trombetta/Ascom/Câmara de Vereadores)

08 out 19 | 10h47 Por Jocimar Soares

Nomes conhecidos no esporte, Alexandre Schneider e Sérgio Schiochet devem receber Título de Cidadão

Personalidades foram aprovadas durante sessão na segunda-feira, dia sete. Entrega será no dia 24 de outubro.

Nomes conhecidos no esporte, Alexandre Schneider e Sérgio Schiochet devem receber Título de Cidadão

Embora tenham ligação direta com o esporte e a comunidade, eles não nasceram em Concórdia. Mas terão as raízes oficializadas por meio do Título de Cidadão Concordiense. Alexandre Schneider e Sérgio Schiochet serão os homenageados do ano na Câmara de Vereadores. Os Projetos de Decreto Legislativo foram aprovados em sessão nesta segunda-feira (7) e a entrega do título será em 24 de outubro.


O Projeto de Decreto Legislativo 2/2019 autoriza a concessão do título para Alexandre Trevisan Schneider. A proposição é dos vereadores da bancada petista, André Rizelo, Evandro Pegoraro e Margarete Poletto Dalla Costa.

Já o Projeto de Decreto Legislativo 2/2019 autoriza conceder Título de Cidadão Concordiense ao senhor Sérgio Luiz Schiochet. O documento é assinado pelos vereadores do PSDB, Fabiano Caitano e Valcir Zanella.


A entrega de ambas as homenagens está prevista para ocorrer na última sessão do mês de outubro, no dia 24, a partir das 8h.

 

Biografia Alexandre Schneider


Alexandre Trevisan Schneider nasceu em Santa Maria/RS, no dia 08/12/1964. É filho do comerciante Adyr e da dona de casa Neiva, tem dois irmãos: Adinei e André. Alexandre é graduado em Licenciatura Plena em Educação Física pela Universidade Federal de Santa Maria/RS, pós-graduado em Educação Física de 1° e 2° graus pela Universidade do Contestado- UnC; Mestre em Ciências da Saúde Humana pela Universidade do Contestado- UnC. Casado com a Professora de Educação Física Ivana e pai de TaUnai (profissional de Educação Física; TauAni (engenheira de alimentos) e Tamili (acadêmica de Ciências Biológicas).


Alexandre iniciou a pratica a modalidade de handebol na década de 70. De 1981 a 1985 conquistou quatro vezes o campeonato brasileiro adulto (1981, 1982, 1983 e 1985), vice-campeão (1984); campeão brasileiro júnior (1982) e 1985 o campeonato sul-americano de clubes. Em 1982 e 1984 foi bi-campeão brasileiro de seleções, pela seleção gaúcha. Em 1982 e 1984 foi recebeu o título de melhor atleta de handebol do Brasil, pelo Comitê Olímpico Brasileiro (COB), e em 1982 participou da Seleção Brasileira de Handebol Júnior.


De 1982 a 1985 fez parte da Seleção Brasileira de Handebol Adulto participando de campeonatos sul-americanos, pan-americanos e mundiais. Neste período também conquistou cinco títulos gaúchos.


Em 1986 transferiu-se para Chapecó onde foi campeão dos Jogos Abertos de Santa Catarina (JASC), campeão estadual e vice-campeão brasileiro, recebendo novamente o título do COB, de melhor atleta do Brasil.

 

A convite do Prof Hercílio Paraguassu Antunes de Freitas, em 1987, mudou-se para Concórdia para atuar como professor de Educação Física na rede municipal e estadual no município, e para atuar como atleta da Associação Desportiva Concórdia (ADC). Como atleta da equipe adulta masculina de Concórdia, conquistou três títulos brasileiros e um título sul-americano na década de 80 e 90.

 

Biografia Sérgio Schiochet


Sérgio Luiz Schiochet é natural do município de Peritiba/SC, nascido em 27 de outubro de 1960.

Irmão de Camilo Schiochet (in memoriam), Marino Schiochet (in memoriam), Moacir Schiochet (in memoriam) e Celso Schiochet. Casou-se em 1983 com Lucimar Mortari, e é pai de Bruna Mortari Schiochet e Murilo Mortari Schiochet.

 

Saiu de cidade natal no ano de 1975, ainda com 15 anos de idade, quando decidiu vir a Concórdia trabalhar e estudar. Foi no ano de 1983, quando trabalhava no Departamento Comercial da empresa Sadia que iniciou sua trajetória como atleta de futsal.


Atuou como jogador profissional por 23 anos, até completar os seus 45 anos de idade, conquistando mais de 40 títulos. Em 2006, após aceitar um convite muito especial da equipe sub-20 da Cortiana/UCS, de Caxias do Sul passou de jogador profissional para técnico, conquistando neste mesmo ano o Campeonato Estadual e assumindo a equipe profissional no ano de 2007.


“Serginho bigode”, como é conhecido por todos, eleva o nome de Concórdia divulgando positivamente inclusive a nível nacional e mundial, escrevendo a sua história e deixando um legado de sua atividade profissional.



(Fonte: Daisy Trombetta/Ascom/Câmara de Vereadores)