ELEIÇÕES 2022

06 ago 22 | 9h32 Por Jocimar Soares

Partidos, coligações e federações vão registrar 12 candidatos à Presidente da República

Prazo para convenções encerrou na sexta-feira, dia 15. Período de registros vai até o próximo dia 15, na Justiça Eleitoral

Partidos, coligações e federações vão registrar 12 candidatos à Presidente da República
Imprimir

O Brasil vai registrar 12 candidatos à Presidência da República. O montante foi definido através de convenções partidárias e de federações, que encerrou na sexta-feira, dia 5, conforme calendário da Justiça Eleitoral. 


Agora todos eles terão até o dia 15 de agosto para registrar todos esses nomes na Justiça Eleitoral, o último passo para a confirmação das candidaturas.


No plano nacional, o PDT indicou o ex-governador do Ceará, Ciro Gomes, que irá de chapa pura com a vice-prefeita de Salvador, na Bahia, Ana Paula Matos.


Pelo Democracia Cristã, José Maria Eymael, disputará o Palácio do Planalto, ao lado de João Barbosa Bravo.


O Novo, por sua vez, indicou chapa pura com Felipe D'Ávila, à Presidência, ao lado do deputado federal Tiago Mitraud.


O PL vai de Jair Bolsonaro, que tenta a reeleição, ao lado do general Walter Braga Netto.


A sigla Unidade Popular, UP, escolheu o nome de Léo Péricles para disputar o cargo à Presidente, ao lado de Samara Martins. É a prmeira vez que o partido disputa essa eleição.


O PT indicou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que coligou com o PSB e tem o nome de Geraldo Alckmin como vice.


O Pros tem como candidatos à Presidente e vice, respectivamente, Pablo Marçal e Fátima Pérola Neggra.


O PTB vai de Roberto Jefferson à Presidente e Kelmon Luís da Silva Souza, como candidato a vice.


A senadora Simone Tebet, do MDB, é a candidata indicada na coligação com o Podemos e com o apoio da federação partidária, PSDB-Cidadania, que indicou o nome da também senadora Mara Gabrilli, do PSDB-SP.


O Partido da Causa Operária, PCO, indicou os nome de Sofia Manzano e Antônio Alves, como candidatos à Presidente e vice, respectivamente.


O União Brasil apresentou a senadora Soraya Thronicke para Presidente e do economista Marcos Cintra, como vice.


Por fim, o PSTU oficializou Vera Lúcia à Presidente e da indígena Raquel Tremembé, como vice.

06 ago 22 | 9h32 Por Jocimar Soares

Partidos, coligações e federações vão registrar 12 candidatos à Presidente da República

Prazo para convenções encerrou na sexta-feira, dia 15. Período de registros vai até o próximo dia 15, na Justiça Eleitoral

Partidos, coligações e federações vão registrar 12 candidatos à Presidente da República

O Brasil vai registrar 12 candidatos à Presidência da República. O montante foi definido através de convenções partidárias e de federações, que encerrou na sexta-feira, dia 5, conforme calendário da Justiça Eleitoral. 


Agora todos eles terão até o dia 15 de agosto para registrar todos esses nomes na Justiça Eleitoral, o último passo para a confirmação das candidaturas.


No plano nacional, o PDT indicou o ex-governador do Ceará, Ciro Gomes, que irá de chapa pura com a vice-prefeita de Salvador, na Bahia, Ana Paula Matos.


Pelo Democracia Cristã, José Maria Eymael, disputará o Palácio do Planalto, ao lado de João Barbosa Bravo.


O Novo, por sua vez, indicou chapa pura com Felipe D'Ávila, à Presidência, ao lado do deputado federal Tiago Mitraud.


O PL vai de Jair Bolsonaro, que tenta a reeleição, ao lado do general Walter Braga Netto.


A sigla Unidade Popular, UP, escolheu o nome de Léo Péricles para disputar o cargo à Presidente, ao lado de Samara Martins. É a prmeira vez que o partido disputa essa eleição.


O PT indicou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que coligou com o PSB e tem o nome de Geraldo Alckmin como vice.


O Pros tem como candidatos à Presidente e vice, respectivamente, Pablo Marçal e Fátima Pérola Neggra.


O PTB vai de Roberto Jefferson à Presidente e Kelmon Luís da Silva Souza, como candidato a vice.


A senadora Simone Tebet, do MDB, é a candidata indicada na coligação com o Podemos e com o apoio da federação partidária, PSDB-Cidadania, que indicou o nome da também senadora Mara Gabrilli, do PSDB-SP.


O Partido da Causa Operária, PCO, indicou os nome de Sofia Manzano e Antônio Alves, como candidatos à Presidente e vice, respectivamente.


O União Brasil apresentou a senadora Soraya Thronicke para Presidente e do economista Marcos Cintra, como vice.


Por fim, o PSTU oficializou Vera Lúcia à Presidente e da indígena Raquel Tremembé, como vice.