Eleições 2020

19 ago 20 | 9h48 Por Cristiano Mortari

“Com certeza o MDB de Concórdia vai ter candidato na majoritária”, diz o presidente do partido

Hercílio Paraguassu de Freitas confirma que a sigla deve disputar a Prefeitura do município no pleito deste ano

“Com certeza o MDB de Concórdia vai ter candidato na majoritária”, diz o presidente do partido
Imprimir

O MDB de Concórdia pode disputar a Prefeitura na eleição deste ano. A afirmação é do presidente do partido no município, Hercílio Paraguassu de Freitas, que participou do Jornal Primeira Hora da Rádio Aliança na manhã de quarta-feira, dia 19. Segundo ele, os eleitores terão o número 15 como opção no pleito eleitoral.


Paraguassu ressaltou na entrevista, que o MDB tem uma história em Concórdia e o partido entende que precisa apresentar nomes na chapa majoritária para disputar a eleição. Segundo ele este é o planejamento da sigla. “Temos essa deliberação do nosso Diretório. Nos últimos 40 anos, em 14 deles Concórdia foi administrada pelo MDB. Temos história, uma boa experiência e com certeza o MDB vai ter candidato na majoritária”, afirmou. “Nossos filiados querem ver o time na eleição e eles terão o 15 como opção”, reforçou.


O presidente do MDB não citou nomes e disse que a divulgação oficial de pré-candidatos segue um planejamento do partido. “Só vamos anunciar após a convenção. É um compromisso com nossas lideranças, de que só vamos divulgar após confirmação dos pré-candidatos e aprovação do Diretório”, explicou.


Paraguassu também ressaltou no Jornal Primeira Hora, que o MDB vai ter uma nominata com 20 candidatos a vereador. Sobre coligações, ele comentou que o partido tem conversado com outras siglas, mas ainda não há nenhuma definição. “Já conversamos com todos os partidos que nos procuraram. É preciso ressaltar que vivemos um momento difícil em função da pandemia, mas respeitando todas as normas, estamos articulando. Entendemos que precisamos apresentar um projeto muito bom e quem concordar com nosso objetivo poderá estar junto”, disse ele. “As conversas ainda são de bastidores e é cedo para anunciar qualquer parceria ou coligação”, finalizou o presidente.


19 ago 20 | 9h48 Por Cristiano Mortari

“Com certeza o MDB de Concórdia vai ter candidato na majoritária”, diz o presidente do partido

Hercílio Paraguassu de Freitas confirma que a sigla deve disputar a Prefeitura do município no pleito deste ano

“Com certeza o MDB de Concórdia vai ter candidato na majoritária”, diz o presidente do partido

O MDB de Concórdia pode disputar a Prefeitura na eleição deste ano. A afirmação é do presidente do partido no município, Hercílio Paraguassu de Freitas, que participou do Jornal Primeira Hora da Rádio Aliança na manhã de quarta-feira, dia 19. Segundo ele, os eleitores terão o número 15 como opção no pleito eleitoral.


Paraguassu ressaltou na entrevista, que o MDB tem uma história em Concórdia e o partido entende que precisa apresentar nomes na chapa majoritária para disputar a eleição. Segundo ele este é o planejamento da sigla. “Temos essa deliberação do nosso Diretório. Nos últimos 40 anos, em 14 deles Concórdia foi administrada pelo MDB. Temos história, uma boa experiência e com certeza o MDB vai ter candidato na majoritária”, afirmou. “Nossos filiados querem ver o time na eleição e eles terão o 15 como opção”, reforçou.


O presidente do MDB não citou nomes e disse que a divulgação oficial de pré-candidatos segue um planejamento do partido. “Só vamos anunciar após a convenção. É um compromisso com nossas lideranças, de que só vamos divulgar após confirmação dos pré-candidatos e aprovação do Diretório”, explicou.


Paraguassu também ressaltou no Jornal Primeira Hora, que o MDB vai ter uma nominata com 20 candidatos a vereador. Sobre coligações, ele comentou que o partido tem conversado com outras siglas, mas ainda não há nenhuma definição. “Já conversamos com todos os partidos que nos procuraram. É preciso ressaltar que vivemos um momento difícil em função da pandemia, mas respeitando todas as normas, estamos articulando. Entendemos que precisamos apresentar um projeto muito bom e quem concordar com nosso objetivo poderá estar junto”, disse ele. “As conversas ainda são de bastidores e é cedo para anunciar qualquer parceria ou coligação”, finalizou o presidente.