Coronavírus

04 mai 21 | 9h19 Por Cristiano Mortari

Segundo a Prefeitura, Concórdia está preparada para receber a vacina da Pfizer

Município fechou parceria com Embrapa Suínos e Aves e IFC, para a cedência de ultrafreezers, necessários para a manutenção do imunizante

Segundo a Prefeitura, Concórdia está preparada para receber a vacina da Pfizer
Imprimir

A Prefeitura de Concórdia já fez os encaminhamentos possíveis, para que, se for liberada aos municípios, a vacina Pfizer possa ser armazenada no município.


Como requer uma logística diferenciada e um armazenamento específico, por conta da baixa temperatura necessária para a conservação, que fica entre -80°C e -70°C, essa primeira remessa do imunizante ficou apenas nas capitais brasileiras. 


O prefeito de Concórdia, Rogério Pacheco, já oficiou ao presidente do Consórcio Nacional de Vacinas das Cidades Brasileiras – Consorcio Conectar, Gean Loureiro, assim como a secretária Estadual de Saúde, Carmen Zanotto e a Federação Catarinense dos Municípios – FECAM, que tem total condição de armazenar o imunizante, pois recebeu sinalização positiva de parceria com a Embrapa Suínos e Aves e o Instituto Federal Catarinense – IFC, para a cedência de ultrafreezers. Assim, a vacina será mantida na temperatura adequada para a manutenção de sua eficácia.


Autorizada

Na quinta-feira, 29 de abril, o Brasil recebeu a primeira remessa de vacinas da Pfizer, que tem registro da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) desde 23 de fevereiro, o que permite que o imunizante seja comercializado, distribuído e utilizado pela população brasileira. Este primeiro carregamento foi de um milhão de doses, mas a expectativa é que as remessas sejam constantes e ampliadas em breve.

04 mai 21 | 9h19 Por Cristiano Mortari

Segundo a Prefeitura, Concórdia está preparada para receber a vacina da Pfizer

Município fechou parceria com Embrapa Suínos e Aves e IFC, para a cedência de ultrafreezers, necessários para a manutenção do imunizante

Segundo a Prefeitura, Concórdia está preparada para receber a vacina da Pfizer

A Prefeitura de Concórdia já fez os encaminhamentos possíveis, para que, se for liberada aos municípios, a vacina Pfizer possa ser armazenada no município.


Como requer uma logística diferenciada e um armazenamento específico, por conta da baixa temperatura necessária para a conservação, que fica entre -80°C e -70°C, essa primeira remessa do imunizante ficou apenas nas capitais brasileiras. 


O prefeito de Concórdia, Rogério Pacheco, já oficiou ao presidente do Consórcio Nacional de Vacinas das Cidades Brasileiras – Consorcio Conectar, Gean Loureiro, assim como a secretária Estadual de Saúde, Carmen Zanotto e a Federação Catarinense dos Municípios – FECAM, que tem total condição de armazenar o imunizante, pois recebeu sinalização positiva de parceria com a Embrapa Suínos e Aves e o Instituto Federal Catarinense – IFC, para a cedência de ultrafreezers. Assim, a vacina será mantida na temperatura adequada para a manutenção de sua eficácia.


Autorizada

Na quinta-feira, 29 de abril, o Brasil recebeu a primeira remessa de vacinas da Pfizer, que tem registro da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) desde 23 de fevereiro, o que permite que o imunizante seja comercializado, distribuído e utilizado pela população brasileira. Este primeiro carregamento foi de um milhão de doses, mas a expectativa é que as remessas sejam constantes e ampliadas em breve.