Coronavírus

30 nov 20 | 9h45 Por Cristiano Mortari

Pacheco acredita que alguns leitos de UTI para a Covid-19 podem ser reabilitados nesta semana

Em entrevista à Rádio Aliança, o prefeito de Concórdia destacou que solicitou agilidade ao Governo do Estado

Pacheco acredita que alguns leitos de UTI para a Covid-19 podem ser reabilitados nesta semana
Imprimir

O prefeito de Concórdia, Rogério Pacheco, participou do Jornal Primeira Hora da Rádio Aliança na manhã desta segunda-feira, dia 30, e afirmou que alguns leitos de UTI para tratamento de pacientes com a Covid-019, podem ser habilitados ainda nesta semana no Hospital São Francisco.


Pacheco participou de uma webconferência com o governador do Estado, no último sábado, dia 28, quando Carlos Moisés anunciou R$ 44 milhões de investimentos até dezembro, para a reativação das UTIs. “Nós tínhamos, no início da pandemia, 16 leitos de UTI para a Covid-19 e o governo do Estado acabou desativando 11, ou seja, agora temos apenas cinco e nossa taxa de ocupação acaba sendo alta, já que houve aumento na taxa de contaminação. Isso prejudica todo o trabalho que estamos fazendo em Concórdia e também na região da Amauc”, conta o prefeito. “Solicitamos agilidade do governo para a reativação dos leitos. Isso foi absorvido pelo governador e ele já determinou habilitação urgente dos leitos em SC, e esperamos que alguns já sejam habilitados aqui no Hospital São Francisco nesta semana”, relatou Pacheco.


Novas medidas:

Ainda durante a entrevista, o prefeito de Concórdia falou sobre a possibilidade de novas medidas restritivas por parte do governo. “Infelizmente nos últimos dias tivemos um grande número de casos confirmados e mortes também. Então é claro que o governo pode sim, determinar novas ações. Nós vamos defender Concórdia e a região, no sentido de mostrar que estamos trabalhando e fazendo nossa parte, mas precisamos da colaboração das pessoas. Ainda há quem insista em desrespeitar as normas e isso é um desrespeito com a sociedade”, frisou Pacheco. “Na próxima quarta-feira teremos a publicação do novo mapa de risco e é bem possível que a gente vá para o vermelho novamente, em função dos números”, adiantou.


O chefe do Executivo acredita que não haverá lockdown, temido por empresários e por parte da população. “Pela conversa que tivemos com o governador, entendemos que essa possibilidade está descartada. Medidas de fiscalização e outras restrições poderão vir, mas lockdown não. Mas precisamos da colaboração da sociedade”, reforçou Rogério Pacheco.


30 nov 20 | 9h45 Por Cristiano Mortari

Pacheco acredita que alguns leitos de UTI para a Covid-19 podem ser reabilitados nesta semana

Em entrevista à Rádio Aliança, o prefeito de Concórdia destacou que solicitou agilidade ao Governo do Estado

Pacheco acredita que alguns leitos de UTI para a Covid-19 podem ser reabilitados nesta semana

O prefeito de Concórdia, Rogério Pacheco, participou do Jornal Primeira Hora da Rádio Aliança na manhã desta segunda-feira, dia 30, e afirmou que alguns leitos de UTI para tratamento de pacientes com a Covid-019, podem ser habilitados ainda nesta semana no Hospital São Francisco.


Pacheco participou de uma webconferência com o governador do Estado, no último sábado, dia 28, quando Carlos Moisés anunciou R$ 44 milhões de investimentos até dezembro, para a reativação das UTIs. “Nós tínhamos, no início da pandemia, 16 leitos de UTI para a Covid-19 e o governo do Estado acabou desativando 11, ou seja, agora temos apenas cinco e nossa taxa de ocupação acaba sendo alta, já que houve aumento na taxa de contaminação. Isso prejudica todo o trabalho que estamos fazendo em Concórdia e também na região da Amauc”, conta o prefeito. “Solicitamos agilidade do governo para a reativação dos leitos. Isso foi absorvido pelo governador e ele já determinou habilitação urgente dos leitos em SC, e esperamos que alguns já sejam habilitados aqui no Hospital São Francisco nesta semana”, relatou Pacheco.


Novas medidas:

Ainda durante a entrevista, o prefeito de Concórdia falou sobre a possibilidade de novas medidas restritivas por parte do governo. “Infelizmente nos últimos dias tivemos um grande número de casos confirmados e mortes também. Então é claro que o governo pode sim, determinar novas ações. Nós vamos defender Concórdia e a região, no sentido de mostrar que estamos trabalhando e fazendo nossa parte, mas precisamos da colaboração das pessoas. Ainda há quem insista em desrespeitar as normas e isso é um desrespeito com a sociedade”, frisou Pacheco. “Na próxima quarta-feira teremos a publicação do novo mapa de risco e é bem possível que a gente vá para o vermelho novamente, em função dos números”, adiantou.


O chefe do Executivo acredita que não haverá lockdown, temido por empresários e por parte da população. “Pela conversa que tivemos com o governador, entendemos que essa possibilidade está descartada. Medidas de fiscalização e outras restrições poderão vir, mas lockdown não. Mas precisamos da colaboração da sociedade”, reforçou Rogério Pacheco.