Coronavírus

06 out 21 | 9h50 Por Jocimar Soares

OUÇA: HSF registra aumento na internação de idosos que não tomaram dose de reforço

São sete pacientes internados, nenhum na UTI. Maioria está na faixa dos 80 anos de idade

OUÇA: HSF registra aumento na internação de idosos que não tomaram dose de reforço
Escute
Imprimir

O Hospital São Francisco de Concórdia está registrando aumento no número de pacientes que estão sendo internados por complicações do coronavírus na faixa etária dos 80 anos. O que chama a atenção é que são pessoas que já tomaram as duas doses da vacina há mais de seis meses e que por alguma razão ainda não tomaram a dose de reforço. De acordo com o boletim diário do hospital, divulgado na terça-feira, dia 5, são sete pacientes internados nesse momento por causa da doença, todos acima dos 69 anos de idade. Nenhum deles está na UTI.


Em entrevista ao Canal 101 da Aliança FM, na noite da terça-feira, dia 5, a médica infectologista do hospital São Francisco, Clarissa Guedes, destacou que é importante a dose de reforço e que a imunização é a principal arma contra a pandemia (OUÇA).


06 out 21 | 9h50 Por Jocimar Soares

OUÇA: HSF registra aumento na internação de idosos que não tomaram dose de reforço

São sete pacientes internados, nenhum na UTI. Maioria está na faixa dos 80 anos de idade

OUÇA: HSF registra aumento na internação de idosos que não tomaram dose de reforço

O Hospital São Francisco de Concórdia está registrando aumento no número de pacientes que estão sendo internados por complicações do coronavírus na faixa etária dos 80 anos. O que chama a atenção é que são pessoas que já tomaram as duas doses da vacina há mais de seis meses e que por alguma razão ainda não tomaram a dose de reforço. De acordo com o boletim diário do hospital, divulgado na terça-feira, dia 5, são sete pacientes internados nesse momento por causa da doença, todos acima dos 69 anos de idade. Nenhum deles está na UTI.


Em entrevista ao Canal 101 da Aliança FM, na noite da terça-feira, dia 5, a médica infectologista do hospital São Francisco, Clarissa Guedes, destacou que é importante a dose de reforço e que a imunização é a principal arma contra a pandemia (OUÇA).