Coronavírus

22 fev 21 | 22h50 Por Jocimar Soares

Lockdown parcial em Chapecó: veja o que mudou até domingo (28)

A partir da meia noite desta segunda-feira (22) até a meia noite do domingo (28) poderão funcionar somente os serviços essenciais

Lockdown parcial em Chapecó: veja o que mudou até domingo (28)
Imprimir

O prefeito de Chapecó, no Oeste de Santa Catarina, João Rodrigues (PSD), confirmou no início da noite desta segunda-feira (22) o “lockdown parcial”. Da meia noite desta segunda-feira até o próximo domingo (28), apenas os serviços essenciais funcionarão.


A decisão foi tomada em conjunto com o Comitê de enfrentamento à Covid-19 do qual fazem parte médicos, especialistas e empresários do município.


“Estamos vivendo o pior momento da pandemia, mas não vamos desistir de absolutamente nada que for possível para dar a melhor qualidade de vida para o povo de Chapecó”, disse o prefeito.


Segundo ele, o transporte coletivo segue funcionando com 50% de ocupação em todos os ônibus fiscalizados pela Guarda Municipal. Os supermercados continuarão funcionando normalmente com 30% da capacidade.


Todos os restaurantes deverão ficar fechados até o domingo (28). Da mesma forma bares, similares, lanchonetes e igrejas. Indústrias, farmácias, supermercados, postos de combustíveis, continuam com atendimento seguindo as orientações sanitárias de combate à Covid-19.


Além disso, a partir das 22h toque de recolher com a proibição da circulação de pessoas exceto se estiver indo à farmácia ou retornando do trabalho de atividades essências.


Serviços não essenciais que ficarão fechados até domingo:


Lojas

Cabeleireiro

Academia

Shopping

Parques

Restaurantes


O que deve funcionar:


Supermercados com 30% da capacidade

Farmácias

Postos de combustíveis

Transporte coletivo com 50% da capacidade

Atendimento na área da saúde

Oficinas mecânicas

Indústrias

Funerárias

Coleta de lixo


“Não podemos desqualificar e desrespeitar qualquer possibilidade que temos, neste momento, de dar uma freada no vírus. Estamos fazendo tudo, absolutamente tudo, para voltarmos próximo da nossa normalidade”, afirmou.


O prefeito ainda informou que todo e qualquer cidadão que positivou Covid será monitorado e se for flagrado fora de isolamento social responderá criminalmente por isso.


“Vamos fiscalizar com denúncias ou por monitoramentos que foram feitos nos ambulatórios da Covid. Se você souber quem testou positivo e está na rua, denuncie”, disse.


(Fonte: ND+)


22 fev 21 | 22h50 Por Jocimar Soares

Lockdown parcial em Chapecó: veja o que mudou até domingo (28)

A partir da meia noite desta segunda-feira (22) até a meia noite do domingo (28) poderão funcionar somente os serviços essenciais

Lockdown parcial em Chapecó: veja o que mudou até domingo (28)

O prefeito de Chapecó, no Oeste de Santa Catarina, João Rodrigues (PSD), confirmou no início da noite desta segunda-feira (22) o “lockdown parcial”. Da meia noite desta segunda-feira até o próximo domingo (28), apenas os serviços essenciais funcionarão.


A decisão foi tomada em conjunto com o Comitê de enfrentamento à Covid-19 do qual fazem parte médicos, especialistas e empresários do município.


“Estamos vivendo o pior momento da pandemia, mas não vamos desistir de absolutamente nada que for possível para dar a melhor qualidade de vida para o povo de Chapecó”, disse o prefeito.


Segundo ele, o transporte coletivo segue funcionando com 50% de ocupação em todos os ônibus fiscalizados pela Guarda Municipal. Os supermercados continuarão funcionando normalmente com 30% da capacidade.


Todos os restaurantes deverão ficar fechados até o domingo (28). Da mesma forma bares, similares, lanchonetes e igrejas. Indústrias, farmácias, supermercados, postos de combustíveis, continuam com atendimento seguindo as orientações sanitárias de combate à Covid-19.


Além disso, a partir das 22h toque de recolher com a proibição da circulação de pessoas exceto se estiver indo à farmácia ou retornando do trabalho de atividades essências.


Serviços não essenciais que ficarão fechados até domingo:


Lojas

Cabeleireiro

Academia

Shopping

Parques

Restaurantes


O que deve funcionar:


Supermercados com 30% da capacidade

Farmácias

Postos de combustíveis

Transporte coletivo com 50% da capacidade

Atendimento na área da saúde

Oficinas mecânicas

Indústrias

Funerárias

Coleta de lixo


“Não podemos desqualificar e desrespeitar qualquer possibilidade que temos, neste momento, de dar uma freada no vírus. Estamos fazendo tudo, absolutamente tudo, para voltarmos próximo da nossa normalidade”, afirmou.


O prefeito ainda informou que todo e qualquer cidadão que positivou Covid será monitorado e se for flagrado fora de isolamento social responderá criminalmente por isso.


“Vamos fiscalizar com denúncias ou por monitoramentos que foram feitos nos ambulatórios da Covid. Se você souber quem testou positivo e está na rua, denuncie”, disse.


(Fonte: ND+)