Coronavírus

21 mai 20 | 10h47 Por Analu Slongo

BRF de Concórdia inicia nesta quinta a testagem nos colaboradores

Informação foi confirmada em nota que a empresa enviou à imprensa local

BRF de Concórdia inicia nesta quinta a testagem  nos colaboradores
Imprimir

A testagem dos 4,8 mil trabalhadores da BRF de Concórdia inicia nesta quinta-feira, 21 de maio. A informação foi confirmada em nota enviada à imprensa pela BRF. Essa medida cumpre uma determinação da Secretaria de Estado da Saúde feita à maior empresa do Alto Uruguai Catarinense. A decisão foi tomada após reunião entre representantes da agroindústria, vigilância sanitária, Ministério Público de Santa Catarina e o Ministério Público do Trabalho.


Os funcionários que testarem positivo para a Covid-19 e não tiverem sintomas, ficarão sete dias afastados. Aqueles que testarem positivo e estão com com sintomas serão afastados por 14 dias.

 

Veja a íntegra da nota


"A BRF informa que, a partir desta quinta-feira, 21, o processo de testagem para COVID-19, que já vinha sendo realizado pela Companhia, se estenderá a 4,8 mil colaboradores da unidade de Concórdia (SC), em cumprimento à determinação da Vigilância Sanitária da Secretaria de Estado da Saúde, na última segunda-feira. O monitoramento da saúde dos profissionais está na rotina da BRF desde as primeiras notícias sobre a COVID-19, e, nesse sentido, uma série de medidas protetivas vem sendo adotada, inclusive com a aplicação de testes, sempre em conformidade e sob a orientação do infectologista Esper Kallas, da Universidade de São Paulo, e da consultoria do Hospital Israelita Albert Einstein, referência no tratamento da COVID-19 no País.

 

A Companhia atesta que está muito segura do cumprimento efetivo de todas as medidas e protocolos indicados pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e Ministério da Saúde. Desde o início da pandemia, a BRF já implementou diversas ações em todas as suas operações. A empresa ressalta ainda que, em abril, assinou um compromisso junto ao Ministério Público do Trabalho em nível nacional, que endossa práticas de proteção aos colaboradores que já vinham sendo adotadas. A BRF destaca que o setor de produção de alimentos é essencial e, por esse motivo, não poupa esforços para manter seu compromisso com a saúde e segurança dos colaboradores, da cadeia produtiva e com o abastecimento à população, trabalhando de forma colaborativa com as autoridades de saúde e os municípios onde está presente.

 


Sobre a BRF


Maior exportadora global de frango do mundo, a BRF possui marcas icônicas como Sadia, Perdigão e Qualy. Seu propósito é oferecer alimentos de qualidade cada vez mais saborosos e práticos, para pessoas em todo o mundo, por meio da gestão sustentável de uma cadeia viva, longa e complexa, que proporciona vida melhor a todos, do campo à mesa. Pautada pelos compromissos fundamentais de segurança, qualidade e integridade, a Companhia baseia sua estratégia em uma visão de longo prazo e visa gerar valor para as comunidades em que atua, seus colaboradores e integrados, acionistas e para a sociedade".


21 mai 20 | 10h47 Por Analu Slongo

BRF de Concórdia inicia nesta quinta a testagem nos colaboradores

Informação foi confirmada em nota que a empresa enviou à imprensa local

BRF de Concórdia inicia nesta quinta a testagem  nos colaboradores

A testagem dos 4,8 mil trabalhadores da BRF de Concórdia inicia nesta quinta-feira, 21 de maio. A informação foi confirmada em nota enviada à imprensa pela BRF. Essa medida cumpre uma determinação da Secretaria de Estado da Saúde feita à maior empresa do Alto Uruguai Catarinense. A decisão foi tomada após reunião entre representantes da agroindústria, vigilância sanitária, Ministério Público de Santa Catarina e o Ministério Público do Trabalho.


Os funcionários que testarem positivo para a Covid-19 e não tiverem sintomas, ficarão sete dias afastados. Aqueles que testarem positivo e estão com com sintomas serão afastados por 14 dias.

 

Veja a íntegra da nota


"A BRF informa que, a partir desta quinta-feira, 21, o processo de testagem para COVID-19, que já vinha sendo realizado pela Companhia, se estenderá a 4,8 mil colaboradores da unidade de Concórdia (SC), em cumprimento à determinação da Vigilância Sanitária da Secretaria de Estado da Saúde, na última segunda-feira. O monitoramento da saúde dos profissionais está na rotina da BRF desde as primeiras notícias sobre a COVID-19, e, nesse sentido, uma série de medidas protetivas vem sendo adotada, inclusive com a aplicação de testes, sempre em conformidade e sob a orientação do infectologista Esper Kallas, da Universidade de São Paulo, e da consultoria do Hospital Israelita Albert Einstein, referência no tratamento da COVID-19 no País.

 

A Companhia atesta que está muito segura do cumprimento efetivo de todas as medidas e protocolos indicados pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e Ministério da Saúde. Desde o início da pandemia, a BRF já implementou diversas ações em todas as suas operações. A empresa ressalta ainda que, em abril, assinou um compromisso junto ao Ministério Público do Trabalho em nível nacional, que endossa práticas de proteção aos colaboradores que já vinham sendo adotadas. A BRF destaca que o setor de produção de alimentos é essencial e, por esse motivo, não poupa esforços para manter seu compromisso com a saúde e segurança dos colaboradores, da cadeia produtiva e com o abastecimento à população, trabalhando de forma colaborativa com as autoridades de saúde e os municípios onde está presente.

 


Sobre a BRF


Maior exportadora global de frango do mundo, a BRF possui marcas icônicas como Sadia, Perdigão e Qualy. Seu propósito é oferecer alimentos de qualidade cada vez mais saborosos e práticos, para pessoas em todo o mundo, por meio da gestão sustentável de uma cadeia viva, longa e complexa, que proporciona vida melhor a todos, do campo à mesa. Pautada pelos compromissos fundamentais de segurança, qualidade e integridade, a Companhia baseia sua estratégia em uma visão de longo prazo e visa gerar valor para as comunidades em que atua, seus colaboradores e integrados, acionistas e para a sociedade".