Coronavírus

09 out 21 | 16h56 Por Jocimar Soares

Amauc permanece pela segunda semana consecutiva no nível "moderado" no mapa de risco

Cor azul no mapa de risco representa situação próxima da normalidade

Amauc permanece pela segunda semana consecutiva no nível "moderado" no mapa de risco
Imprimir

Pela segunda semana consecutiva, a microrregião do Alto Uruguai de Santa Catarina está no nível "moderado" no mapa de risco sanitário, divulgado pelo Centro de Operações de Emergência em Saúde, o Coes, neste sábado, dia 9.


Mesmo tendo um leve aumento na média de nota, passando de 1,50 da última semana para 1,75 nesta, a Amauc continua tendo a melhor situação entre as regiões de Saúde de Santa Catarina.


Em comparação com o último dia 2, os 14 municípios da microrregião tiveram piora na noita em dois dos quatro quesitos.


No "monitoramento", que analisa o percentual de vacinados com as duas doses ou dose única mais a variação de casos na semana, a nota aumentou de 2,0 para 2,5.


No item "transmissibilidade", que analisa os casos infectantes por exame PCR, a nota subiu de 1,0 para 1,5.


Já os quesitos "gravidade", que mede a ocorrência de óbitos por coronavirus e a tendência de internações, mais a "capacidade de atenção", que analisa a ocupação de leitos de UTI pelo SUS mantiveram a mesma nota: 2,0 e 1,0, respectivamente.

09 out 21 | 16h56 Por Jocimar Soares

Amauc permanece pela segunda semana consecutiva no nível "moderado" no mapa de risco

Cor azul no mapa de risco representa situação próxima da normalidade

Amauc permanece pela segunda semana consecutiva no nível "moderado" no mapa de risco

Pela segunda semana consecutiva, a microrregião do Alto Uruguai de Santa Catarina está no nível "moderado" no mapa de risco sanitário, divulgado pelo Centro de Operações de Emergência em Saúde, o Coes, neste sábado, dia 9.


Mesmo tendo um leve aumento na média de nota, passando de 1,50 da última semana para 1,75 nesta, a Amauc continua tendo a melhor situação entre as regiões de Saúde de Santa Catarina.


Em comparação com o último dia 2, os 14 municípios da microrregião tiveram piora na noita em dois dos quatro quesitos.


No "monitoramento", que analisa o percentual de vacinados com as duas doses ou dose única mais a variação de casos na semana, a nota aumentou de 2,0 para 2,5.


No item "transmissibilidade", que analisa os casos infectantes por exame PCR, a nota subiu de 1,0 para 1,5.


Já os quesitos "gravidade", que mede a ocorrência de óbitos por coronavirus e a tendência de internações, mais a "capacidade de atenção", que analisa a ocupação de leitos de UTI pelo SUS mantiveram a mesma nota: 2,0 e 1,0, respectivamente.