Coronavírus

05 jun 21 | 17h33 Por Jocimar Soares

Amauc permanece no nível gravíssimo para transmissão do coronavírus

Atualização do Mapa Sanitário foi feita hoje pela Secretaria de Estado da Saúde

Amauc permanece no nível gravíssimo para transmissão do coronavírus
Imprimir

A microrregião do Alto Uruguai de Santa Catarina melhorou em apenas um quesito no mapa sanitário de Santa Catarina em relação à pandemia do coronavírus. A atualização ocorreu neste sábado, dia 5. Conforme a Secretaria de Estado da Saúde, no último dia 22, em que a região apresentava as piores notas em todos os fundamentos do mapa, neste fim de semana, a melhora ocorreu na metodologia de Transmissibilidade, cuja nota baixou de 4,0 para 2,5.


O quesito Transmissibilidade mensura a variação no número de confirmação positiva e casos infectantes. 


Nos demais quesitos, a Amauc permanece com a nota 4,0, considerada a mais alta e pior. Nessa escala, a Amauc está no Evento Sentinela, que mensura a ocorrência de óbitos por complicações da doença; Monitoramento, que mensura o percentual de positividade de exames PCR pelo Lacen; e Capacidade de Atenção, que mensura a Ocupação de Leitos de UTI Covid.


Conforme a atualização do mapa sanitário deste sábado, dia 5, a microrregião permanece no nível Gravíssimo para transmissão da doença. Essa condição vem sendo mantida desde o começo do ano.

05 jun 21 | 17h33 Por Jocimar Soares

Amauc permanece no nível gravíssimo para transmissão do coronavírus

Atualização do Mapa Sanitário foi feita hoje pela Secretaria de Estado da Saúde

Amauc permanece no nível gravíssimo para transmissão do coronavírus

A microrregião do Alto Uruguai de Santa Catarina melhorou em apenas um quesito no mapa sanitário de Santa Catarina em relação à pandemia do coronavírus. A atualização ocorreu neste sábado, dia 5. Conforme a Secretaria de Estado da Saúde, no último dia 22, em que a região apresentava as piores notas em todos os fundamentos do mapa, neste fim de semana, a melhora ocorreu na metodologia de Transmissibilidade, cuja nota baixou de 4,0 para 2,5.


O quesito Transmissibilidade mensura a variação no número de confirmação positiva e casos infectantes. 


Nos demais quesitos, a Amauc permanece com a nota 4,0, considerada a mais alta e pior. Nessa escala, a Amauc está no Evento Sentinela, que mensura a ocorrência de óbitos por complicações da doença; Monitoramento, que mensura o percentual de positividade de exames PCR pelo Lacen; e Capacidade de Atenção, que mensura a Ocupação de Leitos de UTI Covid.


Conforme a atualização do mapa sanitário deste sábado, dia 5, a microrregião permanece no nível Gravíssimo para transmissão da doença. Essa condição vem sendo mantida desde o começo do ano.