Concórdia

06 set 19 | 14h37 Por Analu Slongo

Zagonel e Fretta questionam investimentos de R$ 4 milhões para o calçadão

Eles sugerem que a Prefeitura de Concórdia divulgue uma nota explicando os detalhes sobre os custos da obra de revitalização

Zagonel e Fretta questionam investimentos de R$ 4 milhões para o calçadão
Imprimir

A mudança de valores necessários para a revitalização do Calçadão em Concórdia gerou questionamentos por parte dos vereadores Closmar Zagonel (MDB) e Mauro Fretta (PSB), em sessão nesta quinta-feira (5). Segundo eles, as cifras teriam dobrado de tamanho desde o início dos debates.

Ambos deixam claro que não questionam a necessidade ou não destes recursos na obra, já que os investimentos teriam explicações técnicas. Porém, estranham o fato de que o projeto que começou em torno de R$ 2 milhões agora teve uma nova licitação lançada por mais de R$ 4 milhões.

Fretta afirma que várias vezes ocupou a tribuna para solicitar melhorias no Calçadão. “Porém, não concordo muito com o valor orçado. Tem um valor de cerca de R$ 2 milhões oriundo de financiamento, que aprovamos nesta Casa. Os outros serão de recursos próprios e acho que o Executivo deve rever este projeto”, frisa. “Temos diversas demandas então quero deixar bem claro que não sou contra a reforma, precisa de melhorias, mas não concordo que o governo municipal aplique mais de R$ 4 milhões nisso”.

O vereador Zagonel disse ter recebido diversos questionamentos da população sobre a mudança de valores. “Não estou levantando suspeitas, só quero que a prefeitura faça uma nota esclarecendo para a população sobre o aumento do valor da obra. É uma situação difícil de explicar”, frisa, salientando que não seria o momento de lançar uma licitação como essa: “Vem final do ano, movimento e talvez não seja o melhor período”.

Sobre a licitação

A primeira tentativa de licitar a obra do Calçadão em agosto foi deserta e agora foram feitas algumas mudanças, inclusive de orçamento. Na primeira licitação o investimento total da Prefeitura de Concórdia era de R$ 3.352.620,38, sendo quase R$ 1,9 milhão para a requalificação urbana e R$ 1,4 milhão para remoções, demolições e rede elétrica.

Agora passou para pouco mais de R$ 4 milhões. As empresas interessadas em executar essa obra deverão apresentar as propostas na segunda-feira, 7 de outubro. A abertura dos envelopes está marcada para o mesmo dia.

Daisy Trombetta/Ascom Câmara de Vereadores

06 set 19 | 14h37 Por Analu Slongo

Zagonel e Fretta questionam investimentos de R$ 4 milhões para o calçadão

Eles sugerem que a Prefeitura de Concórdia divulgue uma nota explicando os detalhes sobre os custos da obra de revitalização

Zagonel e Fretta questionam investimentos de R$ 4 milhões para o calçadão

A mudança de valores necessários para a revitalização do Calçadão em Concórdia gerou questionamentos por parte dos vereadores Closmar Zagonel (MDB) e Mauro Fretta (PSB), em sessão nesta quinta-feira (5). Segundo eles, as cifras teriam dobrado de tamanho desde o início dos debates.

Ambos deixam claro que não questionam a necessidade ou não destes recursos na obra, já que os investimentos teriam explicações técnicas. Porém, estranham o fato de que o projeto que começou em torno de R$ 2 milhões agora teve uma nova licitação lançada por mais de R$ 4 milhões.

Fretta afirma que várias vezes ocupou a tribuna para solicitar melhorias no Calçadão. “Porém, não concordo muito com o valor orçado. Tem um valor de cerca de R$ 2 milhões oriundo de financiamento, que aprovamos nesta Casa. Os outros serão de recursos próprios e acho que o Executivo deve rever este projeto”, frisa. “Temos diversas demandas então quero deixar bem claro que não sou contra a reforma, precisa de melhorias, mas não concordo que o governo municipal aplique mais de R$ 4 milhões nisso”.

O vereador Zagonel disse ter recebido diversos questionamentos da população sobre a mudança de valores. “Não estou levantando suspeitas, só quero que a prefeitura faça uma nota esclarecendo para a população sobre o aumento do valor da obra. É uma situação difícil de explicar”, frisa, salientando que não seria o momento de lançar uma licitação como essa: “Vem final do ano, movimento e talvez não seja o melhor período”.

Sobre a licitação

A primeira tentativa de licitar a obra do Calçadão em agosto foi deserta e agora foram feitas algumas mudanças, inclusive de orçamento. Na primeira licitação o investimento total da Prefeitura de Concórdia era de R$ 3.352.620,38, sendo quase R$ 1,9 milhão para a requalificação urbana e R$ 1,4 milhão para remoções, demolições e rede elétrica.

Agora passou para pouco mais de R$ 4 milhões. As empresas interessadas em executar essa obra deverão apresentar as propostas na segunda-feira, 7 de outubro. A abertura dos envelopes está marcada para o mesmo dia.

Daisy Trombetta/Ascom Câmara de Vereadores