Concórdia

19 mai 22 | 11h10 Por Jocimar Soares

VÍDEO: HSF registra bactéria multirresistente na UTI Infantil e neonatal

Instituição enviou comunicado sobre o assunto na manhã desta quinta-feira, dia 19

VÍDEO: HSF registra bactéria multirresistente na UTI Infantil e neonatal
Imprimir

O Hospital São Francisco de Concórdia emitiu comunicado na manhã desta quinta-feira, dia 19, que identificou nas últimas horas pacientes infectados com a bactéria multirresistente no setor de UTI infantil/neonatal. Conforme a unidade hospitalar, ações emergenciais para controlar novas infecções já estão sendo tomadas. De acordo com o hospital, até o momento foram identificados "quatro pacientes colonizados".


A nota completa que, conforme protocolos e rotinas, estabelecidos no hospital, semanalmente todos os pacientes são monitorados para evitar quadros de contaminações.


De acordo com a médica infectologista do Hospital São Francisco, doutora Clarissa Guedes, a causa provável é a infecção pela bactéria KPC. Conforme ela, uma das causas é a superlotação da UTI Infantil/Neonatal, que tem 12 leitos e todos ocupados e recebendo pacientes de outras regiões.


Confira a nota na íntegra e o vídeo da médica infectologista, Clarissa Guedes.

19 mai 22 | 11h10 Por Jocimar Soares

VÍDEO: HSF registra bactéria multirresistente na UTI Infantil e neonatal

Instituição enviou comunicado sobre o assunto na manhã desta quinta-feira, dia 19

VÍDEO: HSF registra bactéria multirresistente na UTI Infantil e neonatal

O Hospital São Francisco de Concórdia emitiu comunicado na manhã desta quinta-feira, dia 19, que identificou nas últimas horas pacientes infectados com a bactéria multirresistente no setor de UTI infantil/neonatal. Conforme a unidade hospitalar, ações emergenciais para controlar novas infecções já estão sendo tomadas. De acordo com o hospital, até o momento foram identificados "quatro pacientes colonizados".


A nota completa que, conforme protocolos e rotinas, estabelecidos no hospital, semanalmente todos os pacientes são monitorados para evitar quadros de contaminações.


De acordo com a médica infectologista do Hospital São Francisco, doutora Clarissa Guedes, a causa provável é a infecção pela bactéria KPC. Conforme ela, uma das causas é a superlotação da UTI Infantil/Neonatal, que tem 12 leitos e todos ocupados e recebendo pacientes de outras regiões.


Confira a nota na íntegra e o vídeo da médica infectologista, Clarissa Guedes.