Concórdia

09 out 21 | 8h18 Por Jocimar Soares

Vereadores entregam proposições pedindo isenção e redução nos valores das taxas de esgoto

Assunto foi amplamente debatido na Câmara de Vereadores nesta semana

Vereadores entregam proposições pedindo isenção e redução nos valores das taxas de esgoto
Imprimir

Na tarde desta sexta-feira, dia 8, durante o ato de entrega oficial da rede de Sistema Público de Esgotamento Sanitário, na estação de tratamento na Linha Santa Catarina, os vereadores de Concórdia entregaram a presidente da Casan, Roberta Maas dos Anjos, os dois documentos protocolados nesta semana e apresentados no Plenário da Câmara de Vereadores.


Um dos documentos foi assinado por todos os vereadores, solicitando que seja avaliada a possibilidade de redução (entre 50% a 70%) na cobrança da tarifa dos serviços de coleta de tratamento de esgoto e que a companhia promova ações de mediação, apoiando os consumidores que até o momento não executaram as ligações com ofertas de linhas de crédito.


Conforme o documento, a referida solicitação se faz necessária haja vista que atualmente a taxa cobrada deste serviço no município de Concórdia custa ao consumidor 100% do valor da água. Nesse sentido, pela cobrança da taxa de serviços do esgoto estar diretamente relacionada a saúde, a qualidade de vida das pessoas, de todo o núcleo familiar e da comunidade em geral, percebeu-se, diante do atual cenário, que grande parte dos consumidores do município de Concórdia vem recebendo números elevados nas medições realizadas mensalmente pela companhia.


Já a Moção, solicita ao Governador, Carlos Moisés da Silva, a isenção entre o período de 6 meses a 1 ano, da taxa de Serviços de Coleta de Tratamento de Esgoto no município de Concórdia. O governador estaria em Concórdia nesta sexta-feira (8), foi confirmado que o mesmo não viria, então o documento foi entregue em mãos à presidente da Casan.


Os vereadores citaram na Moção que o Serviço de Coleta de Tratamento de Esgoto é uma taxa nova a ser cobrada, do qual ainda não foi iniciada no município e será cobrado um valor considerável se baseando no consumo de água. Atualmente, Concórdia possui 42 bairros, e até o momento 11 estão beneficiados pelo sistema de esgotamento sanitário. Com o primeiro pagamento previsto para ser feito em novembro, um ano depois do sistema entrar em operação. "Todos nós entendemos os benefícios que a rede de esgoto trás para a população, ajudando a melhorar a saúde e o meio ambiente, até mesmo a valorização ao imóvel conectando à rede, evitando a exposição de esgoto a céu aberto, que atrai roedores, insetos e mau cheiro. Mas atualmente, precisamos fornecer apoio a nossa população não trazer mais despesas até voltar a estabilidade", havia sido destacado pelo vereador Closmar Zagonel durante a semana.


(Fonte: Ederson Vilas Bôas/Ascom)

09 out 21 | 8h18 Por Jocimar Soares

Vereadores entregam proposições pedindo isenção e redução nos valores das taxas de esgoto

Assunto foi amplamente debatido na Câmara de Vereadores nesta semana

Vereadores entregam proposições pedindo isenção e redução nos valores das taxas de esgoto

Na tarde desta sexta-feira, dia 8, durante o ato de entrega oficial da rede de Sistema Público de Esgotamento Sanitário, na estação de tratamento na Linha Santa Catarina, os vereadores de Concórdia entregaram a presidente da Casan, Roberta Maas dos Anjos, os dois documentos protocolados nesta semana e apresentados no Plenário da Câmara de Vereadores.


Um dos documentos foi assinado por todos os vereadores, solicitando que seja avaliada a possibilidade de redução (entre 50% a 70%) na cobrança da tarifa dos serviços de coleta de tratamento de esgoto e que a companhia promova ações de mediação, apoiando os consumidores que até o momento não executaram as ligações com ofertas de linhas de crédito.


Conforme o documento, a referida solicitação se faz necessária haja vista que atualmente a taxa cobrada deste serviço no município de Concórdia custa ao consumidor 100% do valor da água. Nesse sentido, pela cobrança da taxa de serviços do esgoto estar diretamente relacionada a saúde, a qualidade de vida das pessoas, de todo o núcleo familiar e da comunidade em geral, percebeu-se, diante do atual cenário, que grande parte dos consumidores do município de Concórdia vem recebendo números elevados nas medições realizadas mensalmente pela companhia.


Já a Moção, solicita ao Governador, Carlos Moisés da Silva, a isenção entre o período de 6 meses a 1 ano, da taxa de Serviços de Coleta de Tratamento de Esgoto no município de Concórdia. O governador estaria em Concórdia nesta sexta-feira (8), foi confirmado que o mesmo não viria, então o documento foi entregue em mãos à presidente da Casan.


Os vereadores citaram na Moção que o Serviço de Coleta de Tratamento de Esgoto é uma taxa nova a ser cobrada, do qual ainda não foi iniciada no município e será cobrado um valor considerável se baseando no consumo de água. Atualmente, Concórdia possui 42 bairros, e até o momento 11 estão beneficiados pelo sistema de esgotamento sanitário. Com o primeiro pagamento previsto para ser feito em novembro, um ano depois do sistema entrar em operação. "Todos nós entendemos os benefícios que a rede de esgoto trás para a população, ajudando a melhorar a saúde e o meio ambiente, até mesmo a valorização ao imóvel conectando à rede, evitando a exposição de esgoto a céu aberto, que atrai roedores, insetos e mau cheiro. Mas atualmente, precisamos fornecer apoio a nossa população não trazer mais despesas até voltar a estabilidade", havia sido destacado pelo vereador Closmar Zagonel durante a semana.


(Fonte: Ederson Vilas Bôas/Ascom)