Concórdia

27 fev 20 | 16h12 Por Jocimar Soares

Saúde de Concórdia atenta ao coronavírus

Medidas de higiene são a melhor forma de prevenção.

Saúde de Concórdia atenta ao coronavírus
Imprimir

O Ministério da Saúde confirmou o primeiro caso de coronavírus no Brasil. A doença, que vitimou milhares de pessoas na Ásia e Europa, já está gerando a mobilização dos setores de saúde no país. Em Concórdia, a orientação da Secretaria Municipal de Saúde é para que a população tome medidas preventivas já bem conhecidas, relacionadas a higiene.  


Embora ainda não existam casos confirmados da doença em Santa Catarina, a conduta em casos suspeitos vai ser a mesma que a Saúde tem com a Síndrome Respiratória Aguda (SRAG). Se o paciente apresenta sintomas como febre, tosse, dificuldade para respirar e teve contato ou viajou para regiões com casos de coronavírus, a Vigilância Epidemiológica deve ser chamada para fazer a coleta de secreções e encaminhar para o Lacen/SC. Dependendo da situação de saúde do paciente, ele é internado ou poderá ficar em isolamento em casa. 


A chegada do outono e inverno, que trazem temperaturas mais baixas, são propícios para doenças respiratórias, por isso, a orientação é para que as pessoas sigam os passos da “Etiqueta da Tosse” que são: lavar as mãos com água e sabão por pelo menos 20 segundos; se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool; evitar levar as mãos ao rosto se estas não estiverem higienizadas; evitar contato próximo com pessoas doentes; ficar em casa quando estiver doente; cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo; limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.


(Fonte: Ascom/Prefeitura de Concórdia)

27 fev 20 | 16h12 Por Jocimar Soares

Saúde de Concórdia atenta ao coronavírus

Medidas de higiene são a melhor forma de prevenção.

Saúde de Concórdia atenta ao coronavírus

O Ministério da Saúde confirmou o primeiro caso de coronavírus no Brasil. A doença, que vitimou milhares de pessoas na Ásia e Europa, já está gerando a mobilização dos setores de saúde no país. Em Concórdia, a orientação da Secretaria Municipal de Saúde é para que a população tome medidas preventivas já bem conhecidas, relacionadas a higiene.  


Embora ainda não existam casos confirmados da doença em Santa Catarina, a conduta em casos suspeitos vai ser a mesma que a Saúde tem com a Síndrome Respiratória Aguda (SRAG). Se o paciente apresenta sintomas como febre, tosse, dificuldade para respirar e teve contato ou viajou para regiões com casos de coronavírus, a Vigilância Epidemiológica deve ser chamada para fazer a coleta de secreções e encaminhar para o Lacen/SC. Dependendo da situação de saúde do paciente, ele é internado ou poderá ficar em isolamento em casa. 


A chegada do outono e inverno, que trazem temperaturas mais baixas, são propícios para doenças respiratórias, por isso, a orientação é para que as pessoas sigam os passos da “Etiqueta da Tosse” que são: lavar as mãos com água e sabão por pelo menos 20 segundos; se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool; evitar levar as mãos ao rosto se estas não estiverem higienizadas; evitar contato próximo com pessoas doentes; ficar em casa quando estiver doente; cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo; limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.


(Fonte: Ascom/Prefeitura de Concórdia)