Concórdia

03 dez 19 | 17h37 Por Jocimar Soares

Programa Novos Caminhos formou 20 jovens em 2019

Evento aconteceu no último dia 2 no Fórum da Comarca de Concórdia.

Programa Novos Caminhos formou 20 jovens em 2019
Imprimir

O dia 2 de dezembro de 2019 marcou a finalização de um período importante de aprendizado para 20 jovens de Concórdia, Irani e Lindóia do Sul que estão em situação de acolhimento em instituições dos municípios. Eles receberam seus certificados do Programa Novos Caminhos. A cerimônia de formatura foi realizada no Salão do Juri do Fórum de Concórdia.


O Programa Novos Caminhos tem por finalidade desenvolver as potencialidades e contribuir para a construção da autonomia dos adolescentes com idade acima de 14 anos. Andrea Claudia da Silva, membro do grupo gestor do Programa Novos Caminhos, explica que estes adolescentes estão sob tutela do estado, e que ao completarem 18 anos terão que deixar a Casa de Apoio onde vivem e serão responsáveis pelo próprio sustento. "Não são jovens que estão nesta situação por infringir alguma lei, mas por que a família não conseguiu dar condições de vida dignas a essas crianças", pontua.


Nesse sentido, ela ressalta que o Programa busca ser uma ponte para que esses adolescentes sejam capazes de alcançar a independência econômica assim que atingirem a maioridade. "Nosso maior objetivo é a empregabilidade destes jovens ao completarem 18 anos", reforça.


O Programa é uma iniciativa da Coordenadoria Estadual da Infância e da Juventude (CEIJ) do Tribunal de Justiça de Santa Catarina, juntamente com a Associação dos Magistrados Catarinenses (AMC) e com a Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (FIESC). Atualmente, também integram o Programa a Ordem dos Advogados do Brasil de Santa Catarina (OABSC), o Ministério Público de Santa Catarina (MPSC), a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Santa Catarina (Fecomércio), a Associação Catarinense de Medicina (ACM) e a Fundação de Estudos Superiores de Administração e Gerência (FESAG).


Andrea destaca que a parceria com a Fiesc e o empresariado catarinense tem garantido o sucesso do programa. "Neste ano de 2019 tivemos muitas vagas abertas, foi um excelente ano graças ao comprometimento da Fiesc para oferecer cursos técnicos e das empresas que disponibilizaram vagas de menor aprendiz para a capacitação dos jovens", afirma Andrea.


Wyclef Prospere, de 16 anos, participou do Programa e também conquistou uma vaga de jovem aprendiz na Seara Alimentos. Ele conta que foi um ano de muito aprendizado, desafios e oportunidades. "Ganhei conhecimento e experiência, me sinto pronto para o mercado de trabalho", conta. O programa também deu a Wyclef uma perspectiva de futuro e torna mais próximo o sonho de se formar em Engenharia Civil.


Segundo o gerente da Unidade da JBS de Ipumirim, Almir Lippinski, a parceria com o Programa Novos Caminhos traz vantagens para todos os envolvidos. "É uma ótima oportunidade para a JBS cumprir com a responsabilidade social perante a nossa comunidade e através do Novos Caminhos conseguir proporcionar a inclusão dos jovens no mercado de trabalho", pontua. "Outra contrapartida para a empresa é que ganhamos pontos no mercado de exportação, principalmente com países como a Europa que tem isso com um parâmetro para habilitar a importação de empresas", explica.


(Fonte: PG Comunicação)

03 dez 19 | 17h37 Por Jocimar Soares

Programa Novos Caminhos formou 20 jovens em 2019

Evento aconteceu no último dia 2 no Fórum da Comarca de Concórdia.

Programa Novos Caminhos formou 20 jovens em 2019

O dia 2 de dezembro de 2019 marcou a finalização de um período importante de aprendizado para 20 jovens de Concórdia, Irani e Lindóia do Sul que estão em situação de acolhimento em instituições dos municípios. Eles receberam seus certificados do Programa Novos Caminhos. A cerimônia de formatura foi realizada no Salão do Juri do Fórum de Concórdia.


O Programa Novos Caminhos tem por finalidade desenvolver as potencialidades e contribuir para a construção da autonomia dos adolescentes com idade acima de 14 anos. Andrea Claudia da Silva, membro do grupo gestor do Programa Novos Caminhos, explica que estes adolescentes estão sob tutela do estado, e que ao completarem 18 anos terão que deixar a Casa de Apoio onde vivem e serão responsáveis pelo próprio sustento. "Não são jovens que estão nesta situação por infringir alguma lei, mas por que a família não conseguiu dar condições de vida dignas a essas crianças", pontua.


Nesse sentido, ela ressalta que o Programa busca ser uma ponte para que esses adolescentes sejam capazes de alcançar a independência econômica assim que atingirem a maioridade. "Nosso maior objetivo é a empregabilidade destes jovens ao completarem 18 anos", reforça.


O Programa é uma iniciativa da Coordenadoria Estadual da Infância e da Juventude (CEIJ) do Tribunal de Justiça de Santa Catarina, juntamente com a Associação dos Magistrados Catarinenses (AMC) e com a Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (FIESC). Atualmente, também integram o Programa a Ordem dos Advogados do Brasil de Santa Catarina (OABSC), o Ministério Público de Santa Catarina (MPSC), a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Santa Catarina (Fecomércio), a Associação Catarinense de Medicina (ACM) e a Fundação de Estudos Superiores de Administração e Gerência (FESAG).


Andrea destaca que a parceria com a Fiesc e o empresariado catarinense tem garantido o sucesso do programa. "Neste ano de 2019 tivemos muitas vagas abertas, foi um excelente ano graças ao comprometimento da Fiesc para oferecer cursos técnicos e das empresas que disponibilizaram vagas de menor aprendiz para a capacitação dos jovens", afirma Andrea.


Wyclef Prospere, de 16 anos, participou do Programa e também conquistou uma vaga de jovem aprendiz na Seara Alimentos. Ele conta que foi um ano de muito aprendizado, desafios e oportunidades. "Ganhei conhecimento e experiência, me sinto pronto para o mercado de trabalho", conta. O programa também deu a Wyclef uma perspectiva de futuro e torna mais próximo o sonho de se formar em Engenharia Civil.


Segundo o gerente da Unidade da JBS de Ipumirim, Almir Lippinski, a parceria com o Programa Novos Caminhos traz vantagens para todos os envolvidos. "É uma ótima oportunidade para a JBS cumprir com a responsabilidade social perante a nossa comunidade e através do Novos Caminhos conseguir proporcionar a inclusão dos jovens no mercado de trabalho", pontua. "Outra contrapartida para a empresa é que ganhamos pontos no mercado de exportação, principalmente com países como a Europa que tem isso com um parâmetro para habilitar a importação de empresas", explica.


(Fonte: PG Comunicação)