Concórdia

19 mai 22 | 9h50 Por Jocimar Soares

Primeira rodada de negociação para os trabalhadores da Lactalis termina sem acordo

Empresa teria apresentado reajuste de 10,5% linear para todos os salários

Primeira rodada de negociação para os trabalhadores da Lactalis termina sem acordo
Imprimir

Terminou sem acordo a primeira rodada de negociação para os trabalhadores da empresa Lactalis, de Concórdia. O encontro aconteceu nesta semana. Conforme tirada de pauta em Assembleia, a categoria pede a reposição da inflação do período, que ficou em 12,47%, mais 4% de aumento real.


Durante a primeira reunião entre as partes, conforme a entidade sindical, a empresa teria apresentado reajuste de 10,5% linear para todas as cláusulas econômicas; piso de contratação de R$ 1.471,09; piso de efetivação R$ 1.560,03; doze vales de R$ 216,83; quinquênio de 3% ao teto de R$ 2.335,27.


Por outro lado, o Sintrial acenou com contraproposta de 2% de aumento real; aumento dos pisos salariais conforme índice negociado para todos os salários; mais 12 vales de R$ 225,00; e quinquênio de 3% ao teto de R$ 2.420,00.


A próxima rodada entre as partes ficou para a próxima semana.

19 mai 22 | 9h50 Por Jocimar Soares

Primeira rodada de negociação para os trabalhadores da Lactalis termina sem acordo

Empresa teria apresentado reajuste de 10,5% linear para todos os salários

Primeira rodada de negociação para os trabalhadores da Lactalis termina sem acordo

Terminou sem acordo a primeira rodada de negociação para os trabalhadores da empresa Lactalis, de Concórdia. O encontro aconteceu nesta semana. Conforme tirada de pauta em Assembleia, a categoria pede a reposição da inflação do período, que ficou em 12,47%, mais 4% de aumento real.


Durante a primeira reunião entre as partes, conforme a entidade sindical, a empresa teria apresentado reajuste de 10,5% linear para todas as cláusulas econômicas; piso de contratação de R$ 1.471,09; piso de efetivação R$ 1.560,03; doze vales de R$ 216,83; quinquênio de 3% ao teto de R$ 2.335,27.


Por outro lado, o Sintrial acenou com contraproposta de 2% de aumento real; aumento dos pisos salariais conforme índice negociado para todos os salários; mais 12 vales de R$ 225,00; e quinquênio de 3% ao teto de R$ 2.420,00.


A próxima rodada entre as partes ficou para a próxima semana.