Concórdia

09 jul 19 | 9h21 Por Analu Slongo

Prefeitura emite nota e avalia que "prefeito estava certo quanto aos bloqueadores de ar”

Depois de aprovarem projeto por unanimidade, vereadores reavaliam e são favoráveis ao veto do Executivo

Prefeitura emite nota e avalia que  "prefeito estava certo quanto aos bloqueadores de ar”
Imprimir

O governo municipal de Concórdia encaminhou uma nota à imprensa na manhã desta terça-feira, 9 de julho, avaliando a aprovação do veto do prefeito Rogério Pacheco ao projeto que previa a implantação de bloqueadores de ar nos hidrômetros em Concórdia.


Confira a íntegra da nota


“Com a argumentação de que os bloqueadores de ar, instalados em registros de água residenciais, não têm aprovação do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia - Inmetro e nem mesmo tem comprovação técnica de sua eficiência, e com o aval da Agência Reguladora Intermunicipal de Saneamento – Aris, o prefeito Rogério Luciano Pacheco vetou o projeto de Lei, de proposição do vereador Closmar Zagonel. A decisão, apesar de levantar alguns questionamentos por parte da população, foi assertiva. Isso ficou comprovado na sessão de ontem à noite, na Câmara de Vereadores, quando o veto do Executivo foi aprovado unanimemente pelos vereadores, inclusive com o voto favorável do próprio proponente do projeto.


O projeto, que propunha a instalação dos bloqueadores de ar nas residências de Concórdia, inicialmente foi aprovado por todos os vereadores, mas quando chegou para a sansão do prefeito, foi criteriosamente avaliado, e várias falhas foram encontradas. Assim, apesar de ter opiniões diversas, ficou claro na última sessão do Legislativo que essa não seria uma atribuição do município, mas sim, do Estado, além de outros problemas com relação ao uso dos bloqueadores, que podem oferecer riscos a todo o sistema de abastecimento de água do município”.


09 jul 19 | 9h21 Por Analu Slongo

Prefeitura emite nota e avalia que "prefeito estava certo quanto aos bloqueadores de ar”

Depois de aprovarem projeto por unanimidade, vereadores reavaliam e são favoráveis ao veto do Executivo

Prefeitura emite nota e avalia que  "prefeito estava certo quanto aos bloqueadores de ar”

O governo municipal de Concórdia encaminhou uma nota à imprensa na manhã desta terça-feira, 9 de julho, avaliando a aprovação do veto do prefeito Rogério Pacheco ao projeto que previa a implantação de bloqueadores de ar nos hidrômetros em Concórdia.


Confira a íntegra da nota


“Com a argumentação de que os bloqueadores de ar, instalados em registros de água residenciais, não têm aprovação do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia - Inmetro e nem mesmo tem comprovação técnica de sua eficiência, e com o aval da Agência Reguladora Intermunicipal de Saneamento – Aris, o prefeito Rogério Luciano Pacheco vetou o projeto de Lei, de proposição do vereador Closmar Zagonel. A decisão, apesar de levantar alguns questionamentos por parte da população, foi assertiva. Isso ficou comprovado na sessão de ontem à noite, na Câmara de Vereadores, quando o veto do Executivo foi aprovado unanimemente pelos vereadores, inclusive com o voto favorável do próprio proponente do projeto.


O projeto, que propunha a instalação dos bloqueadores de ar nas residências de Concórdia, inicialmente foi aprovado por todos os vereadores, mas quando chegou para a sansão do prefeito, foi criteriosamente avaliado, e várias falhas foram encontradas. Assim, apesar de ter opiniões diversas, ficou claro na última sessão do Legislativo que essa não seria uma atribuição do município, mas sim, do Estado, além de outros problemas com relação ao uso dos bloqueadores, que podem oferecer riscos a todo o sistema de abastecimento de água do município”.