Concórdia

12 jan 17 | 10h48 Por Rádio Aliança

Prefeito de Seara aponta problemas neste início de mandato

Chamamento de servidores de concurso público, falta de medicamentos e problemas nos computadores foram relatados.

Prefeito de Seara aponta problemas neste início de mandato
Imprimir

O prefeito de Seara, Edmilson Canale, fez um relato dos primeiros doze dias de comando frente a segunda maior cidade do Alto Uruguai Catarinense, durante o Jornal da Manhã da Rádio Aliança, na manhã desta quinta-feira, dia 12. Um dos pontos destacados pelo novo gestor é o fato de que o sumiço de alguns arquivos e programas de computadores de vários setores da Administração Muncipal fez com que os trabalhos atrasassem pelo menos em dois dias. "Não foi a prefeita e o vice, e sim, alguns funcionários que apagaram, porque acharam que deveria ser feito. É uma sacanagem!", diz.

De acordo com Canale, para recuperar os dados, a empresa de informática que presta suporte para a Prefeitura foi chamada e fez esse trabalho. Outro ponto destacado por Kiko Canalle é a ausência de muitos medicamentos na farmácia básica.

Por fim, o novo gestor questinou o chamamento de vários servidores aprovados em concurso no fim do ano passado. "Chamaram muita gente de concurso público no fim do mandato. Nem todas assumiram, mas isso pode onerar a folha de pagamento", aponta.

Um dos próximos passos da nova gestão da Prefeitura de Seara será de recuperar parte do maquinário do município para retomar o atendimento de demandas no interior do município.

12 jan 17 | 10h48 Por Rádio Aliança

Prefeito de Seara aponta problemas neste início de mandato

Chamamento de servidores de concurso público, falta de medicamentos e problemas nos computadores foram relatados.

Prefeito de Seara aponta problemas neste início de mandato

O prefeito de Seara, Edmilson Canale, fez um relato dos primeiros doze dias de comando frente a segunda maior cidade do Alto Uruguai Catarinense, durante o Jornal da Manhã da Rádio Aliança, na manhã desta quinta-feira, dia 12. Um dos pontos destacados pelo novo gestor é o fato de que o sumiço de alguns arquivos e programas de computadores de vários setores da Administração Muncipal fez com que os trabalhos atrasassem pelo menos em dois dias. "Não foi a prefeita e o vice, e sim, alguns funcionários que apagaram, porque acharam que deveria ser feito. É uma sacanagem!", diz.

De acordo com Canale, para recuperar os dados, a empresa de informática que presta suporte para a Prefeitura foi chamada e fez esse trabalho. Outro ponto destacado por Kiko Canalle é a ausência de muitos medicamentos na farmácia básica.

Por fim, o novo gestor questinou o chamamento de vários servidores aprovados em concurso no fim do ano passado. "Chamaram muita gente de concurso público no fim do mandato. Nem todas assumiram, mas isso pode onerar a folha de pagamento", aponta.

Um dos próximos passos da nova gestão da Prefeitura de Seara será de recuperar parte do maquinário do município para retomar o atendimento de demandas no interior do município.