Concórdia

21 set 21 | 8h36 Por Jocimar Soares

OUÇA:Zagonel pede vistas e deve votar contra Projeto de Lei que concede incentivos ao Hotel Alvorada

Projeto de Lei solicita isenção do IPTU à parte ampliada do estabelecimento por um período de dois anos

OUÇA:Zagonel pede vistas e deve votar contra Projeto de Lei que concede incentivos ao Hotel Alvorada
Escute
Imprimir

Na última semana, o vereador Closmar Zagonel, do MDB, pediu vistas do Projeto de Lei que isenta o Hotel Alvorada, localizado no centro de Concórdia do pagamento do IPTU de sua área ampliada por um período de dois anos. O assunto entrou em votação no Legislativo Municipal e Zagonel externou sua posição nas redes sociais.


Conforme o Projeto de Lei Complementar 14/2021, a mesma autoriza a concessão de incentivo fiscal ao estabelecimento por um período de dois anos na forma de isenção do IPTU à parte ampliada do imóvel, com área de 5.994,75m², a contar desse exercício.


Esse PL encontra amparo na Lei 253/2002, que concede incentivos fiscais em Concórdia, mediante o seguimento de vários critérios e com aprovação do Conselho Municipal do Desenvolvimento Econômico.


Em entrevista a Rádio Aliança, Zagonel mostrou contrariedade ao Projeto de Lei com o pedido de vistas e que deve votar contra. Ele explica os motivos (OUÇA).

21 set 21 | 8h36 Por Jocimar Soares

OUÇA:Zagonel pede vistas e deve votar contra Projeto de Lei que concede incentivos ao Hotel Alvorada

Projeto de Lei solicita isenção do IPTU à parte ampliada do estabelecimento por um período de dois anos

OUÇA:Zagonel pede vistas e deve votar contra Projeto de Lei que concede incentivos ao Hotel Alvorada

Na última semana, o vereador Closmar Zagonel, do MDB, pediu vistas do Projeto de Lei que isenta o Hotel Alvorada, localizado no centro de Concórdia do pagamento do IPTU de sua área ampliada por um período de dois anos. O assunto entrou em votação no Legislativo Municipal e Zagonel externou sua posição nas redes sociais.


Conforme o Projeto de Lei Complementar 14/2021, a mesma autoriza a concessão de incentivo fiscal ao estabelecimento por um período de dois anos na forma de isenção do IPTU à parte ampliada do imóvel, com área de 5.994,75m², a contar desse exercício.


Esse PL encontra amparo na Lei 253/2002, que concede incentivos fiscais em Concórdia, mediante o seguimento de vários critérios e com aprovação do Conselho Municipal do Desenvolvimento Econômico.


Em entrevista a Rádio Aliança, Zagonel mostrou contrariedade ao Projeto de Lei com o pedido de vistas e que deve votar contra. Ele explica os motivos (OUÇA).