Concórdia

25 jun 22 | 9h21 Por Sérgio Luiz

OUÇA: Leitos de UTI neonatal e pediátrica do HSF já estão recebendo pacientes

Hospital São Francisco foi autorizado a reabrir leitos após controle do surto da superbactéria KPC

OUÇA: Leitos de UTI neonatal e pediátrica do HSF já estão recebendo pacientes
Escute
Imprimir

Após mais de um mês interditada, foi reaberta há uma semana, a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) pediátrica do Hospital São Francisco de Concórdia. Os 12 leitos da unidade infantil (seis pediátricas e seis neonatal) já voltaram a receber pacientes. Eles estavam interditados devido a presença da superbactéria KPC em alguns pacienes. Como o surto foi controlado, a UTI foi autorizada a reabrir. No entanto, é necessário manter medidas preventivas de limpeza e higienização constantes em toda a estrutura hospitalar.


O hospital também terá que racionalizar o uso de antibióticos para prevenir infecções. Os estudos apontam para a superlotação da UTI infantil à época, como provável causa do surgimento da KPC na unidade. A responsável pela Vigilância Sanitária no município, Janete Bussolaro, explica que a reabertura se deu após o controle da situação (OUÇA)


25 jun 22 | 9h21 Por Sérgio Luiz

OUÇA: Leitos de UTI neonatal e pediátrica do HSF já estão recebendo pacientes

Hospital São Francisco foi autorizado a reabrir leitos após controle do surto da superbactéria KPC

OUÇA: Leitos de UTI neonatal e pediátrica do HSF já estão recebendo pacientes

Após mais de um mês interditada, foi reaberta há uma semana, a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) pediátrica do Hospital São Francisco de Concórdia. Os 12 leitos da unidade infantil (seis pediátricas e seis neonatal) já voltaram a receber pacientes. Eles estavam interditados devido a presença da superbactéria KPC em alguns pacienes. Como o surto foi controlado, a UTI foi autorizada a reabrir. No entanto, é necessário manter medidas preventivas de limpeza e higienização constantes em toda a estrutura hospitalar.


O hospital também terá que racionalizar o uso de antibióticos para prevenir infecções. Os estudos apontam para a superlotação da UTI infantil à época, como provável causa do surgimento da KPC na unidade. A responsável pela Vigilância Sanitária no município, Janete Bussolaro, explica que a reabertura se deu após o controle da situação (OUÇA)