Concórdia

04 dez 19 | 16h41 Por Jocimar Soares

Mídias digitais como estratégias para os pequenos negócios em Concórdia

Iniciativa faz parte do programa Cidade Empreendedora, promovido pelo Sebrae.

Mídias digitais como estratégias para os pequenos negócios em Concórdia
Imprimir

A Sala do Empreendedor de Concórdia promoveu nesta semana a oficina de mídias digitais, com ênfase na apresentação de ferramentas que podem contribuir no fortalecimento dos pequenos negócios e auxiliar na ampliação das vendas. A iniciativa integra o Programa Cidade Empreendedora, executado pela Administração Municipal e pelo Sebrae/SC.


“A ideia foi mostrar aos pequenos empreendedores que é possível divulgar seu negócio pelas redes mídias sociais e fazer que seus fãs ou seus seguidores sejam também clientes. Assim, os participantes compreenderam que é viável e estratégico se posicionar no mercado utilizando a comunicação nas redes”, comentou a consultora credenciada ao Sebrae/SC, Veridiane Endress.


De acordo com Veridiane, as redes sociais são muito acessadas no mundo inteiro, por isso se tornaram a porta de entrada de um futuro cliente. “Potenciais compradores acompanham as postagens da empresa geralmente de um a dois meses antes de realizar a primeira compra. Com isso, são maneiras fáceis, rápidas e de baixo custo para divulgar o negócio, além de contribuírem para fortalecer a marca dos pequenos negócios e, principalmente, dar agilidade no atendimento”, complementou.


A adequação dos empreendedores a essas mídias, conforme Veridiane, é praticamente instantânea. “Tudo dependerá do tempo e da dedicação de cada pessoa, quem almeja resultados rápidos precisa implementar ações imediatamente, conhecer as ferramentas das redes sociais e tudo o que envolve estratégias de negócios e vendas. Quanto mais conhecer e colocar em prática mais resultados terá”, analisou.


O secretário de desenvolvimento econômico e turismo Wagner Isidoro Simioni enalteceu que as mídias digitais são gratuitas, o que é muito interessante para os pequenos empreendedores que não precisam investir recursos financeiros para ter acesso a publicidade ou propaganda. “Existe a possibilidade de investimentos em mídias, porém cabe ao empresário definir conforme seu orçamento”, comentou.


Cidade Empreendedora


O Programa Cidade Empreendedora visa promover a transformação local através da implantação de políticas públicas de desenvolvimento. Para isso, permite que o município institua estratégias e avance em ações práticas voltadas ao apoio e ao fomentar do desenvolvimento econômico local.


Para o prefeito de Concórdia Rogério Pacheco a parceria com o Sebrae/SC desde 2017 é fundamental e vai ao encontro da necessidade do poder público de orientar, auxiliar e disponibilizar oportunidades para que os microempreendedores individuais (MEIs) possam melhorar o seu negócio e aumentar a sua renda. “Nossa avaliação é positiva, pois o programa tem apresentado respostas do que havíamos planejado para desenvolver ainda mais a economia local. Os MEIS têm um papel fundamental nesse processo, o que agrega valor e auxilia na obtenção de indicadores favoráveis. Nosso município precisa ter esse norte de resultados ligados ao crescimento do empreendedorismo”, argumentou.


(Fonte: MB Comunicaçãoi)

04 dez 19 | 16h41 Por Jocimar Soares

Mídias digitais como estratégias para os pequenos negócios em Concórdia

Iniciativa faz parte do programa Cidade Empreendedora, promovido pelo Sebrae.

Mídias digitais como estratégias para os pequenos negócios em Concórdia

A Sala do Empreendedor de Concórdia promoveu nesta semana a oficina de mídias digitais, com ênfase na apresentação de ferramentas que podem contribuir no fortalecimento dos pequenos negócios e auxiliar na ampliação das vendas. A iniciativa integra o Programa Cidade Empreendedora, executado pela Administração Municipal e pelo Sebrae/SC.


“A ideia foi mostrar aos pequenos empreendedores que é possível divulgar seu negócio pelas redes mídias sociais e fazer que seus fãs ou seus seguidores sejam também clientes. Assim, os participantes compreenderam que é viável e estratégico se posicionar no mercado utilizando a comunicação nas redes”, comentou a consultora credenciada ao Sebrae/SC, Veridiane Endress.


De acordo com Veridiane, as redes sociais são muito acessadas no mundo inteiro, por isso se tornaram a porta de entrada de um futuro cliente. “Potenciais compradores acompanham as postagens da empresa geralmente de um a dois meses antes de realizar a primeira compra. Com isso, são maneiras fáceis, rápidas e de baixo custo para divulgar o negócio, além de contribuírem para fortalecer a marca dos pequenos negócios e, principalmente, dar agilidade no atendimento”, complementou.


A adequação dos empreendedores a essas mídias, conforme Veridiane, é praticamente instantânea. “Tudo dependerá do tempo e da dedicação de cada pessoa, quem almeja resultados rápidos precisa implementar ações imediatamente, conhecer as ferramentas das redes sociais e tudo o que envolve estratégias de negócios e vendas. Quanto mais conhecer e colocar em prática mais resultados terá”, analisou.


O secretário de desenvolvimento econômico e turismo Wagner Isidoro Simioni enalteceu que as mídias digitais são gratuitas, o que é muito interessante para os pequenos empreendedores que não precisam investir recursos financeiros para ter acesso a publicidade ou propaganda. “Existe a possibilidade de investimentos em mídias, porém cabe ao empresário definir conforme seu orçamento”, comentou.


Cidade Empreendedora


O Programa Cidade Empreendedora visa promover a transformação local através da implantação de políticas públicas de desenvolvimento. Para isso, permite que o município institua estratégias e avance em ações práticas voltadas ao apoio e ao fomentar do desenvolvimento econômico local.


Para o prefeito de Concórdia Rogério Pacheco a parceria com o Sebrae/SC desde 2017 é fundamental e vai ao encontro da necessidade do poder público de orientar, auxiliar e disponibilizar oportunidades para que os microempreendedores individuais (MEIs) possam melhorar o seu negócio e aumentar a sua renda. “Nossa avaliação é positiva, pois o programa tem apresentado respostas do que havíamos planejado para desenvolver ainda mais a economia local. Os MEIS têm um papel fundamental nesse processo, o que agrega valor e auxilia na obtenção de indicadores favoráveis. Nosso município precisa ter esse norte de resultados ligados ao crescimento do empreendedorismo”, argumentou.


(Fonte: MB Comunicaçãoi)