Concórdia

09 ago 19 | 11h53 Por Analu Slongo

Investigação sobre denúncia de irregularidade em hora-máquina conclui que não houve dano ao erário

Processo administrativo realizado por servidores da Prefeitura de Concórdia foi finalizado na quarta-feira, 7 de agosto

Investigação sobre denúncia de irregularidade em hora-máquina conclui que não houve dano ao erário
Imprimir

A investigação administrativa sobre possível irregularidade em serviço de horas-máquina contratado pela Prefeitura de Concórdia foi finalizada nesta semana. O documento que é datado do dia 7 de agosto conclui que “não houve dano ao erário”, ou seja, não ocorreu prejuízo financeiro aos cofres públicos.


Esse assunto veio à tona em junho deste ano quando circularam vídeos e áudios nas redes sociais, mostrando uma máquina que estaria a serviço de Secretaria de Transportes na comunidade de Sede Brum ligada no horário do meio-dia. Na época o governo municipal instaurou um processo administrativo para apurar as denúncias e suspendeu os pagamentos que seriam feitos à empresa.


Conforme descrito na decisão administrativa, a empresa alegou que a “culpa é exclusiva do colaborador, que em desobediência às ordens do sócio administrador manteve o equipamento em funcionamento mesmo no horário de descanso”. Outra alegação é que a motoniveladora apresentava problemas elétricos e, se fosse desligada, não poderia mais ser religada para dar continuidade aos serviços. O funcionário foi demitido.


A empresa tem prazo até a próxima semana para contestar as conclusões da decisão administrativa apresentada pela Prefeitura de Concórdia. Por enquanto, as penalidades aplicadas a ela foram o não pagamento dos serviços realizados no dia 6 de junho de 2019 e uma advertência por escrito.


09 ago 19 | 11h53 Por Analu Slongo

Investigação sobre denúncia de irregularidade em hora-máquina conclui que não houve dano ao erário

Processo administrativo realizado por servidores da Prefeitura de Concórdia foi finalizado na quarta-feira, 7 de agosto

Investigação sobre denúncia de irregularidade em hora-máquina conclui que não houve dano ao erário

A investigação administrativa sobre possível irregularidade em serviço de horas-máquina contratado pela Prefeitura de Concórdia foi finalizada nesta semana. O documento que é datado do dia 7 de agosto conclui que “não houve dano ao erário”, ou seja, não ocorreu prejuízo financeiro aos cofres públicos.


Esse assunto veio à tona em junho deste ano quando circularam vídeos e áudios nas redes sociais, mostrando uma máquina que estaria a serviço de Secretaria de Transportes na comunidade de Sede Brum ligada no horário do meio-dia. Na época o governo municipal instaurou um processo administrativo para apurar as denúncias e suspendeu os pagamentos que seriam feitos à empresa.


Conforme descrito na decisão administrativa, a empresa alegou que a “culpa é exclusiva do colaborador, que em desobediência às ordens do sócio administrador manteve o equipamento em funcionamento mesmo no horário de descanso”. Outra alegação é que a motoniveladora apresentava problemas elétricos e, se fosse desligada, não poderia mais ser religada para dar continuidade aos serviços. O funcionário foi demitido.


A empresa tem prazo até a próxima semana para contestar as conclusões da decisão administrativa apresentada pela Prefeitura de Concórdia. Por enquanto, as penalidades aplicadas a ela foram o não pagamento dos serviços realizados no dia 6 de junho de 2019 e uma advertência por escrito.