Concórdia

08 out 19 | 7h48 Por Analu Slongo

Empresa de Concórdia e de Florianópolis participam da licitação do calçadão

Zagonel faz questionamentos sobre os valores da reforma e Caitano diz que está tudo no Portal da Transparência

Empresa de Concórdia e de Florianópolis participam da licitação do calçadão
Escute
Imprimir

A licitação para a revitalização do calçadão da rua Comércio teve mais uma etapa nesta segunda-feira, 7 de outubro. A ECOLUX Engenharia e Iluminação, de Florianópolis, e a Pansera Construções Ltda, de Concórdia, demonstraram interesse nesta obra, mas foram desabilitadas na documentação. Agora, o Departamento de Compras deu prazo de oito dias para que elas apresentem os documentos complementares.


Na Câmara de Vereadores, Closmar Zagonel (MDB) levou este assunto para o debate do Legislativo pedindo esclarecimentos sobre as mudanças de valores. Ele diz que na apresentação do projeto em julho foi anunciado investimento de R$ 1,8 milhão, a licitação em agosto passou para R$ 3,3 milhões e agora para mais de 4 milhões. Segundo ele, a população está pedindo explicações.


O líder do governo Fabiano Caitano (PSDB) afirma que todas as informações estão publicadas no Portal da Transparência da Prefeitura de Concórdia. Caitano detalha que quase R$ 1,9 milhão será financiado pelo programa Avançar Cidades, R$ 1,7 milhão tem origem na taxa que é cobrada pela Contribuição para Custeio de Iluminação Pública e mais R$ 400 mil serão recursos próprios da prefeitura (ouça o áudio acima).

08 out 19 | 7h48 Por Analu Slongo

Empresa de Concórdia e de Florianópolis participam da licitação do calçadão

Zagonel faz questionamentos sobre os valores da reforma e Caitano diz que está tudo no Portal da Transparência

Empresa de Concórdia e de Florianópolis participam da licitação do calçadão

A licitação para a revitalização do calçadão da rua Comércio teve mais uma etapa nesta segunda-feira, 7 de outubro. A ECOLUX Engenharia e Iluminação, de Florianópolis, e a Pansera Construções Ltda, de Concórdia, demonstraram interesse nesta obra, mas foram desabilitadas na documentação. Agora, o Departamento de Compras deu prazo de oito dias para que elas apresentem os documentos complementares.


Na Câmara de Vereadores, Closmar Zagonel (MDB) levou este assunto para o debate do Legislativo pedindo esclarecimentos sobre as mudanças de valores. Ele diz que na apresentação do projeto em julho foi anunciado investimento de R$ 1,8 milhão, a licitação em agosto passou para R$ 3,3 milhões e agora para mais de 4 milhões. Segundo ele, a população está pedindo explicações.


O líder do governo Fabiano Caitano (PSDB) afirma que todas as informações estão publicadas no Portal da Transparência da Prefeitura de Concórdia. Caitano detalha que quase R$ 1,9 milhão será financiado pelo programa Avançar Cidades, R$ 1,7 milhão tem origem na taxa que é cobrada pela Contribuição para Custeio de Iluminação Pública e mais R$ 400 mil serão recursos próprios da prefeitura (ouça o áudio acima).