Concórdia

02 set 20 | 11h50 Por Jocimar Soares

Concórdia prepara Semana Brasil de 3 a 13 de setembro

Ação é promovida em todo o país

Concórdia prepara Semana Brasil de 3 a 13 de setembro
Imprimir

A CDL Concórdia com o apoio do Sindilojas realizam no Oeste catarinense a 1ª edição da Semana Brasil. Criada com a finalidade de aquecer as vendas no varejo físico e eletrônico a campanha começa na quinta-feira (03/09) e segue até no domingo (13). A Semana Brasil comemora a independência do país e neste ano tem como foco a retomada com segurança da economia e a geração de empregos em tempos de pandemia.


A ação é promovida em diversas regiões do país com o apoio da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas de Santa Catarina (FCDL/SC). Criada pela Secom em 2019, a Semana Brasil será coordenada este ano pelo Instituto para Desenvolvimento do Varejo (IDV).


Para o presidente da CDL Concórdia, Rogério Cecchin, a campanha é mais uma oportunidade de estímulo para as vendas. “A expectativa é positiva, mas sabemos que essa é uma campanha nova e pouco conhecida entre a classe. Aos poucos apostamos em uma consolidação da Semana Brasil assim como foi a Black Friday que inclusive vem sendo aguardada pelos lojistas para novembro. Setembro não é um mês de datas comemorativas e entendemos que esse seria o momento ideal de apostamos no projeto nacional que visa melhorar o resultado dos negócios após um período de fechamento das empresas ocasionado pelo coronavírus”.


A expectativa é de que várias empresas dos diferentes ramos de atuação participem de alguma forma da campanha durante o período. A entidade sugere o uso das cores, verde, amarelo e azul na decoração das vitrines e dos ambientes, redução nos preços, facilidade no pagamento com prazos mais estendidos, liquidações mais agressivas e verdadeiras sem iludir os consumidores em determinados itens e serviços, do mesmo modo como sugere planejamento e estratégias de vendas e divulgação voltadas para a questão do digital.


“A campanha terá duração de 10 dias e ainda busca resgatar o patriotismo e valorização do que é nosso. Trabalhamos em ações constantes de incentivo aos negócios na cidade e acreditamos na Semana Brasil para continuarmos ajudando nesta retomada após meses de queda nas vendas. Estamos nesta ação pois trará benefícios a economia brasileira como um todo e demonstra principalmente a unidade do nosso sistema cedelista”, explica um dos diretores de Campanha de Vendas, Vanderlei Dal Zot.


(Fonte: Com informações de Fabiana Passarin/Ascom/CDL Concórdia)


02 set 20 | 11h50 Por Jocimar Soares

Concórdia prepara Semana Brasil de 3 a 13 de setembro

Ação é promovida em todo o país

Concórdia prepara Semana Brasil de 3 a 13 de setembro

A CDL Concórdia com o apoio do Sindilojas realizam no Oeste catarinense a 1ª edição da Semana Brasil. Criada com a finalidade de aquecer as vendas no varejo físico e eletrônico a campanha começa na quinta-feira (03/09) e segue até no domingo (13). A Semana Brasil comemora a independência do país e neste ano tem como foco a retomada com segurança da economia e a geração de empregos em tempos de pandemia.


A ação é promovida em diversas regiões do país com o apoio da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas de Santa Catarina (FCDL/SC). Criada pela Secom em 2019, a Semana Brasil será coordenada este ano pelo Instituto para Desenvolvimento do Varejo (IDV).


Para o presidente da CDL Concórdia, Rogério Cecchin, a campanha é mais uma oportunidade de estímulo para as vendas. “A expectativa é positiva, mas sabemos que essa é uma campanha nova e pouco conhecida entre a classe. Aos poucos apostamos em uma consolidação da Semana Brasil assim como foi a Black Friday que inclusive vem sendo aguardada pelos lojistas para novembro. Setembro não é um mês de datas comemorativas e entendemos que esse seria o momento ideal de apostamos no projeto nacional que visa melhorar o resultado dos negócios após um período de fechamento das empresas ocasionado pelo coronavírus”.


A expectativa é de que várias empresas dos diferentes ramos de atuação participem de alguma forma da campanha durante o período. A entidade sugere o uso das cores, verde, amarelo e azul na decoração das vitrines e dos ambientes, redução nos preços, facilidade no pagamento com prazos mais estendidos, liquidações mais agressivas e verdadeiras sem iludir os consumidores em determinados itens e serviços, do mesmo modo como sugere planejamento e estratégias de vendas e divulgação voltadas para a questão do digital.


“A campanha terá duração de 10 dias e ainda busca resgatar o patriotismo e valorização do que é nosso. Trabalhamos em ações constantes de incentivo aos negócios na cidade e acreditamos na Semana Brasil para continuarmos ajudando nesta retomada após meses de queda nas vendas. Estamos nesta ação pois trará benefícios a economia brasileira como um todo e demonstra principalmente a unidade do nosso sistema cedelista”, explica um dos diretores de Campanha de Vendas, Vanderlei Dal Zot.


(Fonte: Com informações de Fabiana Passarin/Ascom/CDL Concórdia)