Concórdia

14 mai 20 | 9h52 Por Cristiano Mortari

­­­­­Con Animal segue resgatando animais durante a pandemia, mas necessita de doações

ONG atende mais de 200 animais com ração, lar temporário e atendimento veterinário

­­­­­Con Animal segue resgatando animais durante a pandemia, mas necessita de doações
Imprimir

A Sociedade Concordiense de Ajuda e Proteção Animal, Con Animal, segue fazendo o resgate de animais em situação vulnerável, mesmo durante a pandemia do coronavírus, porém a ONG enfrenta dificuldade em manter os custos, já que não há a possibilidade de realizar as feiras de adoção neste momento.


Em entrevista à Rádio Aliança, a vice-presidente da Con Animal, Carina Soares, relatou que atualmente a ONG mantém cerca de 200 animais. “A gente tem os animais que estão em lares temporários, temos os de rua e ainda os de famílias carentes, que a gente também ajuda com alimentação e atendimento veterinário”, contou. “E nosso trabalho não para, continuamos recebendo denúncias de maus tratos e de animais que precisam de resgate. Muitos precisam de castração e outros atendimentos veterinários, além das rações, e isso tem um custo”, registrou Carina.


A vice-presidente da ONG também destacou que o trabalho da Con Animal é mantido através de doações, mas no período da pandemia, elas foram reduzidas. “Hoje as doações diminuíram quase 50%, então a gente tem utilizado os recursos que ainda temos e os próprios voluntários estão ajudando a manter, pois os animais precisam comer e precisam de atendimentos clínicos”, ressaltou. “Hoje a gente necessita de doações em dinheiro para manter os custos e também necessitamos de ração, principalmente para gatos”, contou Carina.


Como ajudar:

Pessoas que querem adotar um animal ou fazer doação de ração ou qualquer valor em dinheiro, devem entrar em contato com a Con Animal, através das redes sociais. Na Facebook ONG Con Animal Concórdia e no Instagram ongconanimal. Basta enviar uma mensagem que os voluntários respondem. Denúncias de maus tratos a animais também podem ser feitas por estes canais. 


14 mai 20 | 9h52 Por Cristiano Mortari

­­­­­Con Animal segue resgatando animais durante a pandemia, mas necessita de doações

ONG atende mais de 200 animais com ração, lar temporário e atendimento veterinário

­­­­­Con Animal segue resgatando animais durante a pandemia, mas necessita de doações

A Sociedade Concordiense de Ajuda e Proteção Animal, Con Animal, segue fazendo o resgate de animais em situação vulnerável, mesmo durante a pandemia do coronavírus, porém a ONG enfrenta dificuldade em manter os custos, já que não há a possibilidade de realizar as feiras de adoção neste momento.


Em entrevista à Rádio Aliança, a vice-presidente da Con Animal, Carina Soares, relatou que atualmente a ONG mantém cerca de 200 animais. “A gente tem os animais que estão em lares temporários, temos os de rua e ainda os de famílias carentes, que a gente também ajuda com alimentação e atendimento veterinário”, contou. “E nosso trabalho não para, continuamos recebendo denúncias de maus tratos e de animais que precisam de resgate. Muitos precisam de castração e outros atendimentos veterinários, além das rações, e isso tem um custo”, registrou Carina.


A vice-presidente da ONG também destacou que o trabalho da Con Animal é mantido através de doações, mas no período da pandemia, elas foram reduzidas. “Hoje as doações diminuíram quase 50%, então a gente tem utilizado os recursos que ainda temos e os próprios voluntários estão ajudando a manter, pois os animais precisam comer e precisam de atendimentos clínicos”, ressaltou. “Hoje a gente necessita de doações em dinheiro para manter os custos e também necessitamos de ração, principalmente para gatos”, contou Carina.


Como ajudar:

Pessoas que querem adotar um animal ou fazer doação de ração ou qualquer valor em dinheiro, devem entrar em contato com a Con Animal, através das redes sociais. Na Facebook ONG Con Animal Concórdia e no Instagram ongconanimal. Basta enviar uma mensagem que os voluntários respondem. Denúncias de maus tratos a animais também podem ser feitas por estes canais.