Concórdia

13 mai 24 | 7h38 Por Luan De Bortoli

Bombeiros de Concórdia ajudam a salvar bebê de 4 dias que estava engasgada

Por telefone, corporação passou as orientações aos pais.

Bombeiros de Concórdia ajudam a salvar bebê de 4 dias que estava engasgada
Imprimir

Uma bebê de apenas quatro dias de vida foi salva com a ajuda do Corpo de Bombeiros Voluntários de Concórdia no início da madrugada desta segunda-feira, 13, com quadro de Obstrução de vias aéreas por corpo estranho (Ovace).

SIGA A ALIANÇA FM NAS REDES SOCIAIS:

De acordo com as informações da corporação, o fato aconteceu por volta de 00h25, no bairro Santa Cruz. Os pais da bebê de quatro dias entraram em contato com os bombeiros, informando que a filha estava engasgada por leite materno, ocorrido enquanto ela amamentava.

Via telefone, a bombeira Nunes, que estava na Central de Operações, orientou o pai, que estava com a criança no colo, sobre procedimentos corretos para a desobstrução das vias aéreas. Através da Manobra de Heimlich (tapotagem), o pai teve sucesso e a criança voltou a respirar. 

Enquanto isso, uma guarnição, com os bombeiros Ederson, Neimar e Voidila, foi deslocada para o endereço. No local, a equipe fez a averiguação e constatou que a menina já estava respirando normalmente.

Ainda assim, como protocolo, a corporação orientou os pais para que a criança passasse por uma avaliação médica e encaminhou mãe e filha para o Hospital São Francisco.

13 mai 24 | 7h38 Por Luan De Bortoli

Bombeiros de Concórdia ajudam a salvar bebê de 4 dias que estava engasgada

Por telefone, corporação passou as orientações aos pais.

Bombeiros de Concórdia ajudam a salvar bebê de 4 dias que estava engasgada

Uma bebê de apenas quatro dias de vida foi salva com a ajuda do Corpo de Bombeiros Voluntários de Concórdia no início da madrugada desta segunda-feira, 13, com quadro de Obstrução de vias aéreas por corpo estranho (Ovace).

SIGA A ALIANÇA FM NAS REDES SOCIAIS:

De acordo com as informações da corporação, o fato aconteceu por volta de 00h25, no bairro Santa Cruz. Os pais da bebê de quatro dias entraram em contato com os bombeiros, informando que a filha estava engasgada por leite materno, ocorrido enquanto ela amamentava.

Via telefone, a bombeira Nunes, que estava na Central de Operações, orientou o pai, que estava com a criança no colo, sobre procedimentos corretos para a desobstrução das vias aéreas. Através da Manobra de Heimlich (tapotagem), o pai teve sucesso e a criança voltou a respirar. 

Enquanto isso, uma guarnição, com os bombeiros Ederson, Neimar e Voidila, foi deslocada para o endereço. No local, a equipe fez a averiguação e constatou que a menina já estava respirando normalmente.

Ainda assim, como protocolo, a corporação orientou os pais para que a criança passasse por uma avaliação médica e encaminhou mãe e filha para o Hospital São Francisco.