ATENDIMENTO (49) 3441 2801
Já possui uma conta? Entrar | Cadastre-se

Faça login

Caso você ainda não possua uma conta, faça o seu cadastro. É rápido, fácil e garante acesso a diferentes serviços.

Cadastre-se

Caso você ainda não possua uma conta, faça o seu cadastro.

 

No bairro Niterói ocorreu movimentação de terra / Fotos: Divulgação
Quatro famílias deixam as casas em Seara por risco de deslizamento
Defesa Civil de Santa Catarina faz o monitoramento em 350 residências do município
Publicado 13/05/2019
 

Por Analu Slongo

A Defesa Civil de Santa Catarina está monitorando a situação de 350 residências no município de Seara, que estão localizadas em áreas de alto risco de deslizamento. Quatro famílias já saíram das casas, sendo três na noite do último sábado, 11 de maio, e uma no fim da tarde do domingo. Os problemas mais graves foram registrados nas ruas Irineu Silva, Bruno Selbach, Natália Pires de Souza e Uruguai.

 

O coordenador regional da Defesa Civil, Adilson de Oliveira, diz que o monitoramento continua nesta segunda-feira, 13 de maio. Segundo ele, em duas residências de Seara ocorreu deslizamento e a terra encostou nas casas, mas não causou danos. Na outra, uma pedra atingiu o imóvel e uma senhora e uma criança foram encaminhadas para a casa de familiares. No caso do bairro Niterói houve movimentação do terreno e os moradores foram orientados a sair do local até que as chuvas continuam.

 

A recomendação da Defesa Civil é que as pessoas fiquem atentas e observem os terrenos em dias de bastante chuva. “As principais dicas são observar se a vegetação ou construções estão inclinadas, se surgem nascentes de água na base dos morros e se aparecem trincas ou degraus nos terrenos. Isso são sinais de movimentação de terra”, alerta Oliveira.  Em caso de emergência, o contato com a Defesa Civil pode ser mantido por meio dos telefones de contato são 199, 193 ou 190.

 

Confira mais imagens

COMENTE