ATENDIMENTO (49) 3441 2801
Já possui uma conta? Entrar | Cadastre-se

Faça login

Caso você ainda não possua uma conta, faça o seu cadastro. É rápido, fácil e garante acesso a diferentes serviços.

Cadastre-se

Caso você ainda não possua uma conta, faça o seu cadastro.

 

Cargos da Mesa Diretora serão definidos até dia 21
Presidente do Legislativo diz que o ponto eletrônico vai funcionar na Câmara de Vereadores
Publicado 10/01/2019
 

Por Analu Slongo

O presidente da Câmara de Vereadores de Concórdia, Mauro Fretta (PSB), terá uma conversa com o Ministério Público (MP) na próxima semana para tratar sobre a carga horária dos servidores comissionados do Legislativo. A recomendação do MP é que eles cumpram a jornada de 35 horas semanas de forma presencial na Câmara. Segundo Fretta, esse encaminhamento é necessário para definir as futuras contratações. “Teremos uma reunião no dia 21 de janeiro com os vereadores para definir o horário das sessões e os cargos”, comenta o presidente.

 

A Mesa Diretora para o período de 2019 e 2020 é formada por Mauro Fretta (PSB) na presidência, Closmar Zagonel (MDB) vice, Margarete Poletto Dalla Costa (PT) primeira secretária e Marilane Fiametti Stuani (MDB) segunda. Eles deverão indicar os cargos de assessor da presidência, jurídico e comunicação, além do secretário administrativo.

 

Mauro Fretta conta que os vereadores estão conversando com várias pessoas, mas até o momento ainda não há nenhuma definição. “Solicitei aos membros da Mesa que apresentassem nomes para avaliarmos. Como fazemos parte de um bloco, penso que temos que valorizar todas as pessoas que estarão juntas nesses próximos dois anos”, afirma o presidente.

 

Cobrança de horários

 

A questão da jornada de trabalho dos cargos de confiança começou a ser discutida ainda no ano passado. Em outubro entrou em tramitação um projeto de lei que alteraria a carga horária do assessor jurídico do Legislativo de 35 para 15 horas semanais. Assessores da presidência e de comunicação trabalhariam 35 horas semanais com remuneração total de R$ 5.892,90. Já a assessoria jurídica teria direito ao mesmo salário com carga horária de 15 horas por semana.  Para o cargo de secretário administrativo a jornada de trabalho seria de 35 horas e a remuneração total de R$ 6.055,81.

 

A Resolução 1/2018 apenas entrou na pauta em outubro, mas ainda não foi debatida pelos vereadores. Segundo Fretta, esse assunto deverá ser retomado nas primeiras sessões de fevereiro. “O ponto eletrônico vai funcionar na Câmara de Vereadores”, afirma. Na reunião do dia 21 de janeiro também será definido se as sessões ainda serão realizadas às 8h ou voltarão para as 18h.

 

COMENTE