ATENDIMENTO (49) 3441 2801
Já possui uma conta? Entrar | Cadastre-se

Faça login

Caso você ainda não possua uma conta, faça o seu cadastro. É rápido, fácil e garante acesso a diferentes serviços.

Cadastre-se

Caso você ainda não possua uma conta, faça o seu cadastro.

 

Divulgação.
Semana atípica em Concórdia!
Primeira semana de janeiro teve homicídio e até suspeita de bomba na área central.
Publicado 05/01/2019
 

Por Jocimar Soares

A primeira semana de janeiro termina trágica em Concórdia. A Capital do Trabalho registra o seu primeiro homicídio em 2019. Esse fato aconteceu no fim da noite da quinta-feira, dia três, na Travessa Lamonato em Concórdia. A vítima fatal, pai de família, saia do trabalho, quando foi alvejada. Foram quatro disparos, pelo menos, conforme informações de testemunhas.


A Polícia ainda vai investigar os motivos, razões e circunstâncias para esse triste episódio. Independente de tudo isso, é uma vida de um pai de família, que saia do seu trabalho, que tomba e agora passa a ser parte dessa triste estatística.


Lembrando que em todo o ano passado, conforme dados da Polícia Militar, foram oito assassinatos em toda a região de abrangência do 20º Batalhão de Polícia Militar. Numa dessas tristes comparações ou coincidências, primeiro homicídio registrado no ano passado também foi no mês de janeiro. Puxando o histórico de todos esses casos dá para concluir que a maioria é crime que foge dos padrões que se vê na televisão, nas grandes metrópoles. São situações motivadas por forte emoção ou ressentimento, se é assim que dá para definir. Mas infelizmente aconteceram.


Acho difícil, mas torço para que o episódio da quinta-feira, dia três, seja o primeiro e o último pelo menos nesse ano.


Também há um caso de morte de um rapaz, que teria sofrido espancamento nos últimos dias e estava internado. Porém, a Polícia Civil trabalha para ver se esse óbito tem relação, ou não, com o episódio de vias de fato. Por enquanto, não dá para afirmar nada.

 

Por fim, uma suspeita de bomba mobilizou toda a segurança pública de Concórdia e região entre a tarde e noite da sexta-feria, dia quatro. Um fato atípico, que precisou do esquadrão antibomba do Bope de Florianópolis, do apoio da Polícia Federal de Chapecó, além da mobilização da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros Voluntários. Trata-se de um objeto suspeito que estava na Agência dos Correios em Concórdia. Ainda não se sabe o que era, mas pelos indicativos não era explosivo, cuja possibilidade vinha sendo ventilada.

 

Porém, foi o suficiente para literalmente parar o centro de Concórdia por aproximadamente uma hora. Foram três quarteirões, que pegava o trecho da Maruri do entrocamento com a Guilherme Helmuth Arendt até o cruzamento com a Atalípio Magarinos. 

 

Enfim, o mês de janeiro começou de um jeito inimaginável em Concórdia. Sob o ponto de vista da segurança pública. Não quero aqui insinuar de que isso é um prenúncio do que vai ser esse ano. Muito pelo contrário. Acredito que são situações esporádicas. Porém, nunca fomos tão desejosos pela tranquilidade para os próximos dias. Assim seja!

COMENTE