ATENDIMENTO (49) 3441 2801
Já possui uma conta? Entrar | Cadastre-se

Faça login

Caso você ainda não possua uma conta, faça o seu cadastro. É rápido, fácil e garante acesso a diferentes serviços.

Cadastre-se

Caso você ainda não possua uma conta, faça o seu cadastro.

 

Esse é Luiz Fernando. Ele procura o pai, que pode jogado em Concórdia
Homem de 37 anos tenta encontrar o pai, que pode ter sido jogador do Concórdia
Ele já tem algumas informações e está tentando descobrir o nome completo e o paradeiro de um ex-atleta
Publicado 09/11/2018
 

Por Cristiano Mortari

Luiz Fernando da Silva, de 37 anos, mora em Herval d`Oeste e busca, há vários anos, contato com seu pai, que ele ainda não conhece. Dentre as informações que ele já tem, está a de que ele pode ser filho de um ex-jogador de Futebol que teria atuado em Concórdia na década de 80. Ainda conforme a apuração de Luiz, o ex-atleta seria centroavante e teria o apelido de Luizinho.

 

A mãe de Luiz Fernando contou a ele que teve um relacionamento com Luizinho na década de 80, em Joaçaba, onde o atleta também teria atuado. Luiz Fernando foi registrado pelos avós maternos e criado por eles e pela mãe.  Ele nunca teve informações precisas sobre o paradeiro do pai. “A mãe do Luiz nunca nos deu informações concretas sobre o pai, ela só nos disse que era jogador e que o apelido era Luizinho. Tentamos buscar informações e as que encontramos é que ele teria atuado no Concórdia na década de 80, e também teria passado pelo Joaçaba e Criciúma”, conta a esposa de Luiz Fernando, Cristiane Ouriques Da Silva, que foi quem fez contato com a Rádio Aliança.

 

Luiz Fernando relata que tem o desejo e a esperança de conhecer o pai biológico. “Fui criado pelos meus avós e pela minha mãe com muito carinho e educação, mas eu quero muito conhecer meu pai. Talvez ele nem saiba que tem um filho aqui, pois como era jogador mudou de cidade e minha mão perdeu o contato”, comenta. “Desde os 16 anos eu tento encontrar fontes, ex-companheiros de clube dele, notícias, mas não encontramos muita coisa”, lamenta Luiz.

 

Ele também assegura que não busca bens materiais, diz que quer apenas saber como o pai é e como está. “Gostaria de encontrar o Luizinho e ter a possibilidade de fazer um exame, para saber se realmente este ex-jogador é meu pai. Queria ver o rosto dele, conferir se temos semelhança”, relata. “Eu sou casado, tenho dois filhos, trabalho e tenho minha vida encaminhada. Não quero nada material, só quero conhecer o Luizinho, saber se é meu pai mesmo para que eu possa dar um abraço nele”, ressalta emocionado.

 

Busca de informações:

O Jornalismo da Rádio Aliança fez contato com ex-presidentes do Concórdia e com dirigentes que atuam no clube atualmente. As informações colhidas dão conta de que realmente o time contou com um centroavante apelidado de Luizinho na década de 80. O jogador também teria passado pelo Joaçaba e depois seguiu carreira no exterior. Ainda segundo informações apuradas, este ex-atleta pode estar atuando como dirigente de futebol no Peru. “Pode até não ser o meu pai, mas fico grato se o clube abraçar a causa e nos ajudar com informações. Tenho a esperança de conhecer ele e sanar essa dúvida”, finaliza Luiz Fernando.

 

COMENTE