ATENDIMENTO (49) 3441 2801
Já possui uma conta? Entrar | Cadastre-se

Faça login

Caso você ainda não possua uma conta, faça o seu cadastro. É rápido, fácil e garante acesso a diferentes serviços.

Cadastre-se

Caso você ainda não possua uma conta, faça o seu cadastro.

 

Vereadores foram até o bairro para verificar como está a situação
Vereadores criticam suspensão das atividades no Cebes
Há duas semanas cerca de 80 crianças do Frei Lency estão sem atendimento no contraturno
Publicado 11/10/2018
 

Por Analu Slongo

Vereadores de oposição cobraram do governo municipal explicações sobre a suspensão das atividades do Cebes do Frei Lency. No local são atendidas 80 crianças com reforço escolar e diversas atividades artísticas e culturais no turno extraclasse. O assunto foi levado à tribuna do Legislativo na sessão desta quinta-feira, 11 de outubro, pelos petistas Margarete Poletto Dalla Costa e André Rizelo e por Edno Gonçalves (PDT).

 

Margarete relata que os vereadores foram chamados pelos moradores do bairro para verificar como está a situação e foram até o Frei Lency na tarde da quarta-feira, 10. Segundo ela, há duas semanas as crianças não têm atividades por falta de profissionais para trabalharem no Cebes do Frei Lency. “Ficamos chateados com isso porque são praticamente 80 crianças e simplesmente não estão acontecendo nenhuma atividade”, destaca.

 

Edno Gonçalves (PDT) faz críticas ao governo municipal. “Vejo como má gestão deixar faltar todos esses servidores e parar as atividades”, pontua. Gonçalves ainda relata que outros problemas foram verificados na visita feita pelos vereadores. “São dois servidores para atender 80 crianças e isso é desumano”, frisa. Ele também cobra investimentos na parte elétrica e hidráulica da edificação que, segundo ele, apresenta problemas há mais de quatro meses.

 

 

O líder da bancada do PT, André Rizelo, pede agilidade para que as crianças voltem a ter atendimento no período em que não estão frequentando a escola. “São crianças com idade de 4 a 12 anos, que precisam voltar a essas oficinas o mais rápido possível”.

 

 

Contraponto

 

Artêmio Ortigara (PR) diz que a situação deverá ser normalizada nesta semana. Segundo ele, a informação repassada pela Secretaria de Desenvolvimento Social, Cidadania e Habitação, é que as atividades foram suspensas “por dificuldades de realocar pessoal para trabalhar no bairro Frei Lency”. Ortigara comenta que isso já está certado com a assistente social e o atendimento às crianças deverá ser retomado na semana que vem.

 

 

COMENTE