ATENDIMENTO (49) 3441 2801
Já possui uma conta? Entrar | Cadastre-se

Faça login

Caso você ainda não possua uma conta, faça o seu cadastro. É rápido, fácil e garante acesso a diferentes serviços.

Cadastre-se

Caso você ainda não possua uma conta, faça o seu cadastro.

 

Comandante Moisés e Gelson Merísio inciam as articulações
Partidos começam a se reunir para decidirem como ficarão os apoios no segundo turno
Publicado 09/10/2018
 

Por Rádio Aliança

A campanha de segundo turno já começou em Santa Catarina. O deputado Gelson Merisio (PSD) cumpriu extensa agenda, concedendo entrevistas às emissoras de radio e televisão do Estado e iniciando uma série de reuniões com lideranças políticas, já na perspectiva da eleição de segundo turno. O Comandante Moisés também participou de várias entrevistas e manteve contatos pessoais e telefônicos com parlamentares e dirigentes partidários.

 

Ambos declararam que não fazem questão de apoio oficial dos partidos que ficaram fora do segundo turno. Entre os três principais, derrotados domingo, o PT já se sabe que não se posicionará. Trabalhará apenas por Fernando Haddad. O PSDB reuniu ontem as principais lideranças para examinar o tamanho do estrago provocado pelo tsunami que atingiu o Estado.

 

Perdeu um senador, reduziu a representação na Câmara e na e Assembleia Legislativa e seu candidato presidencial foi uma tremenda decepção. O presidente do MDB, Mauro Mariani, anunciou que não pretende se posicionar sobre os dois candidatos no segundo turno. Mas a bancada estadual estará reunida hoje para avaliar a maior derrota política do partido desde a primeira chegada ao poder com Pedro Ivo Campos em 1986.

 

Há, nos bastidores, uma sinalização forte de “dar o troco em Merisio”, o que estaria a indicar – se tal se confirmar – apoio até declarado ao comandante Moisés. O partido oferece, como cacife, uma bancada com nove deputados para viabilizar a governabilidade.

 

Maior vitorioso pessoal, o presidente do PSL, Lucas Esmeraldino, já agendou visita do Comandante Moisés, dos quatro deputados federais e seis estaduais ao Rio de Janeiro para uma reunião com o presidenciável Jair Bolsonaro. Assunto: segundo turno em Santa Catarina.

 

Fonte: Moacir Pereira / NSC Total

COMENTE