ATENDIMENTO (49) 3441 2801
Já possui uma conta? Entrar | Cadastre-se

Faça login

Caso você ainda não possua uma conta, faça o seu cadastro. É rápido, fácil e garante acesso a diferentes serviços.

Cadastre-se

Caso você ainda não possua uma conta, faça o seu cadastro.

 

Divulgação.
Copa do Mundo e Festas Juninas animam o comércio
Após o Dia dos Namorados, lojistas apostam em outros fatores para alavancar vendas.
Publicado 14/06/2018
 

Por Jocimar Soares

Faltando poucos dias para a estreia da seleção brasileira nos gramados da Rússia, à Copa do Mundo começa a despertar o interesse dos brasileiros. No comércio de Concórdia a decoração nos estabelecimentos está ganhando forma nesta semana que antecede a primeira partida que será no domingo, dia 17, às 15h, entre Brasil e Suíça. Para o comércio e o setor de serviços, à Copa do Mundo vai além da competição em campo.

 

Para a CDL Concórdia os consumidores geralmente só se empolgam depois da primeira partida do Brasil. “Apostamos em um bom desempenho dos jogadores em campo para motivarmos o comércio na próxima semana. A cada quatro anos vivemos o clima esportivo que traz benefícios aos estabelecimentos comerciais que decoram suas empresas e até promovem promoções exclusivas. Nem todos os setores sentem os impactos positivos da Copa, por isso, é necessário criatividade e divulgação”, comenta o presidente, Heldemar Maciel.

 

O gerente de uma loja especializada em decoração e alimentos, Renato Spuldaro, disse que ficou preocupado no primeiro momento com o desinteresse dos consumidores, mas que nesta semana se surpreendeu com a procura. “O consumidor está mais cauteloso após a greve dos caminhoneiros. Na semana passada estávamos preocupados pois aumentamos o estoque de produtos específicos da Copa e felizmente nos últimos dias estamos com uma ampla procura inclusive precisamos repor mercadoria. As escolas e empresas são as que mais estão em busca dos itens para decorar seus espaços”. 

 

De acordo com Spuldaro os itens mais procurados são as bandeiras, cornetas e os balões personalizados em formato de bola. As delícias culinárias tradicionais das Festas Juninas também entram na lista dos torcedores. “Muitas pessoas optam por comemorar no estilo de Festa de São João, o que é ótimo para as vendas, assim estamos comercializando um pouco de tudo. A decoração junina é verde e amarela”.

 

Nas lojas especializadas em artigos esportivos a circulação é ainda tímida segundo o lojista, Alex Dalbosco. “Estamos com pouca saída, entretanto após o primeiro jogo no domingo e a vitória do Brasil que é o que esperamos acreditamos em melhora na procura. Para atrair os clientes apostamos em grande variedade em especial nas camisetas licenciadas que estão saindo a partir de R$49, para as mulheres peças diferenciadas e cheias de estilo. A tendência do momento é verde e amarela, todos querem ser patriotas e assim transmitirem de alguma maneira vibrações positivas para a seleção”. 

 

Nas lojas de eletrônicos a expectativa igualmente é boa e para atrair os clientes promoções com descontos no pagamento à vista e no crediário também. Os supermercados da mesma forma apostam no período. “São João e Copa do Mundo uma combinação perfeita para o nosso comércio que precisa vender e se recuperar de uma fase difícil nos negócios. Como ambos são eventos temáticos fica fácil trabalhar os dois. É hora de ganharmos fôlego e fecharmos junho e julho com bons resultados”, analisa novamente Maciel. 

 

Os bares, lanchonetes e restaurantes vão aproveitar para exibir as partidas e além disso faturar. Essa prática, muito comum e lucrativa, garante o aumento nas vendas pois o público destes estabelecimentos se multiplica rapidamente quando se trata de assistir os jogos. Além disso, os comerciantes têm a oportunidade de aproveitar essa época para fidelizar novos clientes que geralmente não tinham como hábito passar pelo seu estabelecimento.

 

De acordo com uma pesquisa realizada em todas as capitais pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) projeta que aproximadamente 60 milhões de consumidores devem realizar gastos com produtos ou serviços relacionados à Copa do Mundo. O dado corresponde a 51% dos consumidores que acompanharão aos jogos do campeonato. Os que não devem consumir produtos ligados à Copa formam 25% dos torcedores entrevistados. 

 

Sobre os horários de funcionamento das empresas em Concórdia no período dos jogos do Brasil a entidade explica que não há obrigatoriedade de dispensa e a disponibilização de um televisor no horário de jogo, fica a critério de cada estabelecimento fechar ou não e que na Consolidação das Leis do Trabalho a CLT não há qualquer disposição de folga neste sentido. De acordo com a nova legislação a empresa poderá negociar e compensar eventual folga diretamente com o empregado, de maneira formal. A equipe interna da CDL Concórdia, por exemplo, deve acompanhar os jogos na sede da entidade e após retorna normalmente aos trabalhos.

 

(Fonte: Fabiana Passarin/Ascom/CDL Concórdia)

COMENTE