ATENDIMENTO (49) 3441 2801
Já possui uma conta? Entrar | Cadastre-se

Faça login

Caso você ainda não possua uma conta, faça o seu cadastro. É rápido, fácil e garante acesso a diferentes serviços.

Cadastre-se

Caso você ainda não possua uma conta, faça o seu cadastro.

 

Avicultura dá sinais de recuperação após a greve dos caminhoneiros
Entidade que representa os produtores afirma que não houve mortalidade e que impactos amenizados.
Publicado 08/06/2018
 

Por Jocimar Soares

O setor da avicultura dá sinais de que está se encaminhando para um caminho de recuperação, após a greve dos caminhoneiros. A atividade foi uma das atingidas pelos efeitos durante o período em que os motoristas cruzaram os braços.


Em entrevista a Rádio Aliança, o presidente da Associação dos Avicultores do Alto Uruguai Catarinense, Anselmo Lodea, destaca que o período crítico já passou e que a situação está se normalizando. "Não vamos recuperar o prejuízo rapidamente, mas as coisas estão se encaminhando para isso", diz.


Durante o período de mobilização, houve dificuldade para a entrega de rações nas propriedades. De acordo com relatos, houve um dia em que aproximadamente 1,1 milhão de cabeças de frango chegaram a ficar sem alimentação por várias horas . Conforme a associação, houve uma negociação com parte dos grevistas e um entendimento para a liberação de algumas cargas do insumo, que estavam nas agroindústrias, para as propriedades. Essa iniciativa amenizou o impacto para o setor.


Conforme Lodea, não houve mortalidade de aves, mas houve restrição para a alimentação. "Em um ciclo normal, a alimentação fica disponível 18h por dia. Durante a greve, a alimentação foi disponibilizada 5h por dia. Agora tá tudo normal", finaliza.

COMENTE