ATENDIMENTO (49) 3441 2801
Já possui uma conta? Entrar | Cadastre-se

Faça login

Caso você ainda não possua uma conta, faça o seu cadastro. É rápido, fácil e garante acesso a diferentes serviços.

Cadastre-se

Caso você ainda não possua uma conta, faça o seu cadastro.

 

Foto:ASCOM
Sopelsa cobra inclusão da rodovia 135 no Plano Estadual de Rodovias
Decreto do governo do Estado de 2005 já havia incluído o trecho no Plano Rodoviário Estadual
Publicado 17/05/2018
 

Por André Kruger

O município de Piratuba é um dos principais roteiros turísticos de Santa Catarina, cerca de 400 mil turistas  do Rio Grande do Sul chegam a Piratuba pela rodovia. Além disso, a agricultura tem uma grande importância para o desenvolvimento da economia do município e o trecho é de vital importância para o escoamento da produção. A Rodovia 153 é a porta de entrada de turistas que visitam o Balneário de Piratuba e acessam a Usina Hidrelétrica de Machadinho que contribui, desde 2002, com significativos recursos para a economia local (cerca de R$ 102 milhões de 2002 até hoje), trabalhadores das agroindústria também se utilizam rodovia.

 

O deputado Moacir Sopelsa, em audiência com o secretário de Estado da Infraestrutura, Paulo França, na quarta-feira (8), voltou a cobrar a inclusão do trecho no Plano Rodoviário Estadual. O Ex-prefeito Adélio Spanholi, e os vereadores Marli Ubiali Buselato, Evelásio Vieira e Alcides Gomes (Ticão), participaram da audiência no Deinfra. Sopelsa apresentou ao secretário da Infraestrutura o histórico da reivindicação das lideranças de Piratuba. O parlamentar reiterou que desde 1999 trabalha neste pleito e que em 2006, o governador Luiz Henrique da Silveira, através do decreto 4.084 incluiu o trecho, pouco mais de 20km, de Piratuba até a divisa com o Rio Grande do Sul no Plano Rodoviário Estadual.

 

Sopelsa argumentou que “A solicitação é histórica e vai ao encontro dos anseios da população que há tempos cobra melhorias nesta malha viária que está em péssimas condições. Precisamos que a rodovia seja incluída no Plano Rodoviário Estadual para que o estado possa investir na recuperação do trecho e oferecer segurança para a população”. O secretário Paulo França se comprometeu a encaminhar o assunto para a área técnica e buscar uma solução definitiva para este assunto.

 

COMENTE