ATENDIMENTO (49) 3441 2801
Já possui uma conta? Entrar | Cadastre-se

Faça login

Caso você ainda não possua uma conta, faça o seu cadastro. É rápido, fácil e garante acesso a diferentes serviços.

Cadastre-se

Caso você ainda não possua uma conta, faça o seu cadastro.

 

Ilustração/Internet
Justiça nega liberdade a acusado de estuprar criança de três anos em Ipira
Homem foi preso no dia 28 de fevereiro
Publicado 17/04/2018
 

Por Cristiano Mortari

A Justiça de Capinzal negou liberdade a um preso em Ipira acusado de estupro de vulnerável. A defesa de A.A., 40 anos, ingressou com pedido de revogação da prisão preventiva, o qual foi analisado pelo Judiciário e indeferido. Ainda foi negado o pedido de instauração de insanidade mental uma vez que a Justiça não encontrou nenhum elemento de prova sobre a alegação de transtornos psiquiátricos.

A Justiça entendeu que, mesmo laudo pericial não tendo atestado a existência de vestígios de ato libidinoso ou de violência, a suposta materialidade delitiva estaria presente em declarações, relatório psicológico e laudo pericial que detectou a presença de sangue humano no calção utilizado pela vítima.

O acusado foi preso por policiais civis e militares na manhã do dia 28 de fevereiro e está recolhido preventivamente ao presídio regional de Joaçaba. O crime teria ocorrido no final de janeiro, no interior de Ipira. O homem foi denunciado pelo Ministério Público sob a acusação de supostamente ter estuprado o próprio sobrinho de três anos de idade. O processo tramita em segredo de justiça.

Fonte: Michel Teixeira

COMENTE