ATENDIMENTO (49) 3441 2801
Já possui uma conta? Entrar | Cadastre-se

Faça login

Caso você ainda não possua uma conta, faça o seu cadastro. É rápido, fácil e garante acesso a diferentes serviços.

Cadastre-se

Caso você ainda não possua uma conta, faça o seu cadastro.

 

Líder do governo diz que a união de três sedes da Saúde vai resultar em economia de dinheiro / Foto: Divaléia Casagrande/ASCOM Câmara
Vereadores criticam venda da sede da Saúde em 2015
Mauro Fretta diz que a “farra dos aluguéis” iniciou antes de Pacheco e Massocco
Publicado 05/04/2018
 

Por Analu Slongo

“Farra dos aluguéis”. Essa foi a expressão usada por alguns vereadores na sessão desta quinta-feira, cinco de abril, para novamente falar sobre o pagamento de alugueis para abrigar secretarias e serviços da Administração Municipal de Concórdia. Desta vez, o vereador Mauro Fretta (PSB), que havia dito que não gostou do novo endereço da Secretaria de Saúde, questionou a venda do prédio da antiga sede da Saúde ao Hospital São Francisco, isso ainda em 2015.

 

Mauro Fretta usou a tribuna para dizer que foi um erro vender o imóvel sem antes ter sido encaminhada a construção da estrutura própria. “Bem ou mal a sede era própria e ninguém pagava aluguel. Então quero deixar registrado que a farra dos aluguéis não iniciou no governo de Pacheco e Massacco e nem é recente. A farra começou lá em 2015, quando foi feita a venda da Secretaria por R$ 1,9 milhão”.

 

Segundo Fretta, o valor de R$ 1,9 milhão está em aplicação financeira e rende em torno de R$ 9 mil de juros por mês. “Hoje a Secretaria de Saúde paga mais de R$ 13 mil de aluguel. A Prefeitura está recebendo R$ 9 mil e pagando R$ 13 mil. Não sei quem fez essa conta, acho que a calculadora deveria estar errada”.

 

Closmar Zagonel (MDB) reforçou que a venda da sede da Saúde foi aprovada por todos os vereadores na legislatura anterior. “Antes de vender deveria ter um edital pronto para lançar um prédio novo. Na verdade isso é uma pouca de uma vergonha. Vem de lá e continua isso”.

 

Números diferentes

O líder da bancada do PT, André Rizelo, apresentou números diferentes dos divulgados por Mauro Fretta. Segundo ele, em 2016 o juro dos R$ 1,9 milhão rendeu 11,78%, o que resultou em R$ 223,8 mil anuais. “A aplicação desse dinheiro rendeu R$ 18 mil por mês e se paga R$ 13 mil de aluguel (para a Secretaria de Saúde), então a sobra foi de R$ 5 mil”, comparou.

 

O vereador disse que fará um pedido de informações sobre os valores que a Prefeitura de Concórdia vai pagar pelos alugueis após a mudança. “Tem que deixar bem claro isso para a população para passarmos a realidade dos fatos”, afirmou Rizelo.

 

Defesa da mudança da Saúde

O líder do governo na Câmara, Fabiano Caitano (PSDB), defendeu a mudança da Secretaria de Saúde para o Edifício Golden Oficce, isso por questões de acessibilidade, localização e adequação dos espaços. Ele também destacou que o governo municipal vai economizar dinheiro. “Teremos a união de três sedes, que pagavam R$ 21 mil, e agora será pago R$ 18,5 mil (por mês)”.

 

 

 

 

COMENTE

1 COMENT�RIOS
  • luiz
    Meu Deus... quanta economia... Quase um ano e meio ..E NADA.... Estamos esperando as promessas feitas em campanha. Até agora !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!