ATENDIMENTO (49) 3441 2801
Já possui uma conta? Entrar | Cadastre-se

Faça login

Caso você ainda não possua uma conta, faça o seu cadastro. É rápido, fácil e garante acesso a diferentes serviços.

Cadastre-se

Caso você ainda não possua uma conta, faça o seu cadastro.

 

Divulgação.
Vigilância Epidemiológica identifica mais focos da dengue na região
Dois focos foram achados em Itá e um em Lindóia do Sul.
Publicado 02/02/2018
 

Por Jocimar Soares

A região do Alto Uruguai Catarinense registrou mais focos do mosquito da dengue, nesta semana. A informação é do biólogo da Vigilância Epidemiológica da Agência de Desenvolvimento Regional de Concórdia, Felipe Gimenez. Os novos focos foram achados em Itá e Lindóia do Sul.


Em entrevista ao Jornalismo Aliança, Gimenez destaca que em Itá foram dois focos, totalizando cinco neste município somente neste ano. Em Lindóia foi o primeiro. Além desses, Concórdia tem 29 e Seara, considerado município infestado, tem dois focos.


De acordo com o biólogo, em Itá, os focos estão concentrados na região do bairro Pioneiro. Em Lindóia do Sul, foi achado próximo do cemitério, a exemplo do que aconteceu em Concórdia. "Os agentes foram treinados para identificar os focos e um foi localizado próximo do cemitério", diz. 


Outra preocupação da Vigilância Epidemiológica é com o município de Presidente Castello Branco, que vai realizar a sua expo neste fim de semana. Como é um evento que vai reunir visitantes de outros municípios, o risco do mosquito chegar na cidade existe. "No ano passado verificamos isso com a Jiricada em Alto Bela Vista", destaca Gimenez. Um trabalho de orientação foi feito nesta cidade no sentido de evitar locais com acúmulo de água e que possam servir de criadouro do Aedes aegypti.

COMENTE